topo :)

11/08/2015

Resenha - Por toda a Eternidade


Olá leitores! A resenha de hoje é do livro Por Toda a Eternidade de Kristin Hannah, continuação da linha história de Amigas para Sempre. Vamos lá?


Livro: Por Toda a Eternidade
Autora: Kristin Hannah
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 400
Skoob: 5/5

Sinopse: Por Toda A Eternidade - Tully Hart é uma mulher ambiciosa, movida por grandes sonhos que, na verdade, escondem as lembranças de um passado de abandono e dor. Ela acredita que pode superar qualquer coisa ao esconder bem fundo os sentimentos de rejeição que carrega desde a infância... Até que sua melhor amiga, Kate Ryan, morre. Então, tudo começa a mudar para Tully, que se vê escorregando em um precipício cheio de memórias melancólicas e remédios para dormir...Dorothy Hart — ou Cloud, como era conhecida nos anos 1970 — está no centro do trágico passado de Tully. Ela abandonou a filha repetidas vezes na infância. Até que as duas se separaram de uma vez por todas. Aos dezesseis anos, Marah Ryan ficou devastada pela morte da mãe, Kate. Embora seu pai e seus irmãos se esforcem para manter a família unida, Marah transformou-se numa adolescente rebelde e inacessível em sua dor. Tully tenta aproximar-se de Marah, mas sua incapacidade para lidar com os sentimentos da afilhada acaba empurrando a menina para um relacionamento infeliz com um rapaz problemático. A vida dessas mulheres está intimamente ligada, e a maneira como elas vão rever seus erros e acertos constrói um romance comovente sobre o amor, a maternidade, as perdas e o novo começo. Onde há amor, há perdão...

ATENÇÃO: Contém spoillers do primeiro livro Amigas Para Sempre.


“Em seus sonhos, Tully estava senda numa das cadeiras Adirondack na minha varanda. Eu estava ao lado dela, claro, como sempre estávamos: jovens e rindo. Sempre conversando. Nos galhos do velho bordo, com folhas vermelhas e douradas do outono, vários potes de vidro pendiam de trepadeiras; neles, velas queimavam sobre nossas cabeças, derramando luz pelo chão.”

Resenha: Por Toda a Eternidade é o segundo volume da duologia Firefly Lane e nos mostra a continuação da história das inseparáveis amigas Tully e Kate, que viveram uma amizade maior que a própria vida. Uma história cheia de conflitos, desilusões, erros e acertos, onde o amor sempre falará mais alto.

“Em vez de ignorar a dor, você precisa mergulhar nela, usá-la como um casaco quente num dia frio. Havia paz na perda, beleza na morte, liberdade no arrependimento. Ela aprendera isso da forma mais difícil.”

Depois de lutar bravamente contra um câncer, Kate se foi, e sua partida devastou a vida de todos que a amavam. Seu marido Johnny, mergulhado no sofrimento, não consegue dar aos filhos o consolo necessário. Os gêmeos Wills e Lucas de 11 anos tentam voltar a ter uma vida minimamente normal mesmo sem a mãe para a apoiá-los, e Marah, com 17 anos, cheia de culpa pela forma com que vinha tratando a mãe, simplesmente desmorona. E aquela a quem Kate confiara sua família, a amiga de toda a vida Tully, se transforma numa sombra de si mesma.

Após largar de uma hora para outra seu famoso programa de TV e jogar para o alto sua promissora e batalhada carreira, Tully foi ficar junto de sua amiga que já estava em estado terminal. Esteve ao lado dela até o fim, e depois que Kate se foi, Tully se viu desempregada, sem credibilidade, sozinha e cheia de dor pela perda de sua melhor amiga. Junte-se a isto a indiferença de Johnny, que não consegue esquecer o quanto Tully magoou Kate no passado, e tudo se torna um buraco sem fundo.

“E assim as coisas pioram. Estou desempregada e aparentemente ninguém pode me contratar. Estou gorda. Não tenho família e minha melhor amiga morreu. E o Dr. Granola aqui pode olhar para mim e ver que estou secando de dentro para fora.”

Marah carrega, além da dor pela perda da mãe, a culpa por não ter sido uma boa filha. Mesmo durante a doença de Kate, Marah se comportava como uma típica adolescente, sempre insatisfeita e contrariada. A morte da mãe a deixou extremamente frágil, e em um momento de desespero e dor extremos ela começa a se cortar. Vendo que já não tinha mais controle sobre si mesma, Marah pede ajuda, e Tully resolve cumprir a promessa feita a Kate de cuidar de sua família e leva a menina para sua casa, comprometendo-se com Johnny que cuidaria de sua filha com todo carinho e dedicação. Mas o que Tully não sabia era que ELA também precisava de ajuda, e acaba fracassando em sua missão. Marah conhece na terapia de grupo o estranho e problemático Paxton e depois de muitas mentiras, foge de casa. Atormentada pela culpa e pelas acusações de Johnny, Tully se afunda cada vez mais em remédios e álcool e, completamente descontrolada, abandonada por todos, presa ao ostracismo, e com as duras marcas deixadas pela infância negligente, acaba sofrendo um grave acidente de carro e ficando entre a vida e a morte.

Vidas despedaçadas. Mágoas antigas e mal resolvidas. Abandono, amor e redenção. Tudo isso misturado a um profundo desejo de seguir em frente faz de Por Toda a Eternidade uma história tocante e singela.

“Por que era preciso uma tragédia para ver a vida com clareza?”

Eu li Amigas Para Sempre há algum tempo e gostei muito (veja resenha aqui). Kristin Hannah tem uma escrita muito leve e fluida, e a leitura é extremamente agradável. A história é dramática e densa, mas não chega a ser pesada. Os personagens são muito reais, cheios de defeitos e qualidade, e me fizeram ter sentimentos contraditórios. Amei e odiei cada um deles, tamanha a proximidade que senti. Tully foi fraca (não sem motivos) e Marah, mimada ao extremo, não soube lidar com sua perda. Tive vontade de estapeá-la algumas vezes!

Achei muito interessante a narração do livro, que intercala trechos em terceira pessoa e outros em primeira, sob o ponto de vista de Tully e de sua mãe.

Meu destaque vai para a relação entre Tully e a mãe Dorothy/Cloud. Depois de abandonada mais de uma vez pela mãe, Tully tenta se livrar de seu fantasma, mas a presença dela ronda sua vida. Ela sempre esperou que sua mãe um dia voltasse para buscá-la, que a amasse e que cuidasse dela. Tantos anos de sofrimento são colocados à prova diante delas.

O amor supera tudo? É possível resgatar uma relação tão desgastada pelo abandono e a decepção? Por Toda a Eternidade nos mostra acima de tudo o valor da vida! E o quanto devemos rever nossas atitudes enquanto nos é permitido, colocando o amor sempre a frente de tudo!!!

“Sei que ela vai ficar bem. A vida vai continuar para ela; corações serão partidos e sonhos serão realizados e riscos serão aceitos, mas ela sempre se lembrará de nós – duas meninas que confiaram uma na outra há muito tempo e se tornaram melhores amigas.

Classificação
                   


Resenha feita por Michelle Figueira 

Um comentário:

  1. Oie
    Eu li o primeiro livro e ainda não li este, mas estou bem curiosa. A escrita da autora é muito boa mesmo.
    Gostei de sua resenha!!

    Super beijo
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigado pela seu visita, e pelo seu comentário.
Deixe o link do seu blog se você tiver, que irei seguir com maior prazer.
Deixe também o seu e-mail, que estarei respondendo o seu comentário.
Bjos

© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo