topo :)

28/12/2015

Resenha - Perdido em Marte


Hey amores!
Faz tempo, mas vamos lá. Hoje trago o livro que recentemente recebeu uma adaptação cinematográfica chamado Perdido em Marte, e o ator principal é o ilustre Matt Damon!


Livro: Perdido em Marte
Autor: Andy Weir
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 336
Skoob: 4/5
Adquira o livro: aqui

Sinopse: Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho. Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente. Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate. Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico – e um senso de humor inabalável –, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência. Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá. Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não para de surpreender o leitor.

“Estou ferrado.
Essa é minha opinião abalizada.
Ferrado.”

Resenha: Perdido em Marte é um livro cujo gênero é ficção científica, e que desde o começo não podemos esquecer que se trata de uma ficção. Simples assim. E que não vale a pena ficar criticando o autor por ter “viajado” legal na hora de escrever.

O livro retrata a história do astronauta Mark Watney, que foi a décima sétima pessoa a pisar em Marte, e provavelmente a primeira a morrer no planeta. Ou não. A história começa com o próprio personagem ironizando sua situação, logo assumindo o quanto ferrado  realmente estava. Sendo então realista, mas ao mesmo tempo otimista.

“Foi uma sequência ridícula de acontecimentos que quase me fez morrer, e uma sequência ainda mais ridícula que me fez sobreviver.”

Durante uma missão de rotina na superfície do planeta vermelho, ocorreu uma forte tempestade de areia, (desencadeando vários acontecimentos que são contados durante a leitura do livro) fazendo com que a Ares 3 seja abortada, mas durante a tempestade Mark foi atingido pela antena de comunicação, se perdendo do restante da tripulação e se ferindo. Todos estavam certos de que Mark havia morrido, então não tiveram outra escolha a não ser partir antes que a tempestade tombasse o VAM.

Obs: todas essas palavras (VAM, Hab, Ares) são explicadas no livro.
Quando ele acorda, descobre que naturalmente a tripulação foi embora, se vendo então perdido no planeta:

· Sozinho.
· Sem comunicação (a antena atingiu o Mark), ou seja, ele não pode avisar a Nasa que está vivo.
· Todos seus mantimentos não durariam até a próxima missão tripulada ao planeta.

Mark então elabora um plano de sobrevivência que envolve plantar batatas, manter o Hab funcionando, e encontrar um modo de se comunicar com a Terra usando suas habilidades de botânico, engenheiro e astronauta. Sim! Ele é o máximo!

A questão, em minha opinião, não é sobre se o Mark vai ou não sobreviver, e sim, como ele vai fazer isso. De certo modo, é mais sobre a estadia dele no planeta vermelho. Contudo, sempre fica a duvida...  Será que ele vai conseguir? Quem ou como vão resgatá-lo?  Porque ao ler você nota que é um verdadeiro x1. Mark vs. Marte.

Mark é muito otimista, sendo essa uma das principais qualidades que o fez ser um dos escolhidos para tripular a Ares 3. Porque se uma coisa que Mark Watney é, é otimista. E engraçado, irônico, divertido... E tals.

O livro é narrado através de um diário de bordo, e pela terceira pessoa de outros personagens, alternando mais pelo local, como a Terra, Marte, e o Espaço (onde a tripulação da Ares 3 está ainda, voltando pra Terra). Nesse diário, Mark é completamente sincero e franco sobre como se sente, e sempre sendo minucioso na hora de detalhar tudo que faz, porque talvez daqui cem anos alguém vá acabar encontrando o diário de bordo e vai saber que ele não morreu durante a tempestade.

“Talvez decretem um dia de luto nacional em minha homenagem e minha página na Wikipédia vá dizer: “Mark Watney foi o único ser humano que morreu em Marte”.”

Sendo bem cientifico, tive que ficar muito atenta a todas as informações e explicações detalhadas que o autor transmitia através do personagem de modo claro e irônico. Terminei o livro me sentindo um expert em assuntos do espaço. Rsrs. Só que não.

Eu pessoalmente gostei sim da história, achei ele informativo e cheio de ironia, o que  gosto bastante , por isso não vou bombardear o livro.Como disse, é um livro de ficção, e que ainda por cima, é engraçado, se claro, você entender os trocadilhos.

Eu simplesmente amei a segunda edição não só pela capa (amei muito essa capa, principalmente porque o rosto do Matt Damon está bem evidente), mas também por não ter erros gráficos. Como sempre a Editora Arqueiro arrasando! Andy Weir. Não esqueçam esse nome.

Recomendo Perdido em Marte para os que obviamente adoram ficção científica e uma boa dose de comédia. 

Classificação


24/12/2015

Feliz Natal!!!!




Oioi pessoal, estou passando para desejar a todos vocês um Feliz Natal. Com muita saúde e paz. Que a cada dia Jesus Cristo venha nascer nos nossos corações. Estou muito feliz por poder comemorar com vocês mais um natal aqui no blog. E que venha muito mais. Felicidades!!! Tudo de bom!!

Ah!!! E que o seu Natal venha ser recheado de livros.!!!

Feliz Natal!!!!

23/12/2015

10 Livros especiais para o seu Natal!!


Olá pessoal, tudo bem com vocês? Está com dúvida em qual presente dar para a pessoa que você gosta? Então vou te dar uma dica: De livros de presente!!! Confiram as grandes ofertas.



Gostaram?? Então vamos comprar!!

Bjs :)

17/12/2015

Retrospectiva Editora Valentina!!


Olá pessoal, tudo bem com vocês? Quanto tempo né?! Fim de ano está chegando e como sempre estamos na correria. Hoje vou começar mostrando o que foi lançado esse ano por algumas editoras. Vamos conferir?




Gostaram?? Tenho certeza que vocês se lembraram de vários livros.

Bjs pessoal :)

08/12/2015

Resenha - Alice no País das Armadilhas


Hey galera!
Hoje trago para vocês um livro que se tornou um dos meus favoritos quando se trata de zumbis!


Livro: Alice no País das Armadilhas
Autor: Mainak Dhar
Editora: Única 
Ano: 2015
Páginas: 256
Skoob: 5/5
Adquira o livro: aqui

Sinopse: O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles. Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo. As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas. Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos.

Resenha: Sim, eu disse zumbis. Alice no País das Armadilhas é o primeiro livro da trilogia Alice in Deadland publicado do escritor indiano Mainak Dhar no Brasil, pela editora Única.

“Agora, todos os povos, independentes de seus antigos países, religiões ou políticas, estavam unidos por um motivo predominante – a necessidade de sobreviver ante a hordas de Mordedores.”

Alice é uma garota humana de 15 anos, que nasceu e cresceu em um mundo em que todo dia se é travada uma batalha pela vida. Ela sobrevive na zona chamada País das Armadilhas, perto da cidade outrora fora  Nova Déli, na Índia, antes da Insurreição.

A história começa semelhante à que inspirou esta paródia (Alice no País das Maravilhas), com Alice seguindo o “coelho” para dentro de um buraco, a diferença é que o coelho no livro é um zumbi que “morreu” usando orelhas rosadas de coelho, sendo logo apelidado por Alice de “Orelhudo”.

“Enquanto o Orelhudo se aproximava, Alice segurou o cabo do punhal com firmeza, preparando-se. Antes morta do que morta-viva.”

A partir daí a história se desenrola de um modo muito inesperado, para mim pelo menos, porque eu fui incapaz de prever qualquer cena seguinte ao decorrer das páginas, tanto que me surpreendi bastante com o final. Esse livro em especial, é um daqueles livros que você precisa saber o que vai acontecer.

Depois que Alice segue o Orelhudo pelo buraco, conhecemos em seguida a Rainha dos Mordedores, uma mulher já idosa que na verdade é meio Mordedora e meio humana (longa história), e que acredita que Alice é a garota da profecia que foi “revelada” pelo último livro que restou no País das Armadilhas.

“A Rainha pareceu um pouco decepcionada por Alice não reconhecer o que havia ali, porém ela não sabia que a moça nunca lera um único livro na vida, e que por isso não reconhecia o título na capa.
Alice no País das Maravilhas.”

Ao decorrer da narrativa fazemos várias descobertas junto com Alice, porque afinal... Como surgiu os Mordedores? O que houve com o Velho Mundo? Por que os lideres da Zeus querem tanto que Alice revele o paradeiro da Rainha? Quando tudo que Alice entende e sempre entendeu era sobreviver. Mas agora que não resta ninguém será ela a garota que irá liderar os Mordedores e os Humanos em busca da liberdade e da verdade?

Alice no País das Armadilhas, de certo modo, não deve ser rotulado como “terror”, está mais para suspense misturado à ação já que envolve uma grande quantidade de balas e lutas, e sangue, claro, durante a narrativa que é feita na terceira pessoa, alternando de Alice para outros personagens  secundários, nos dando um visão bastante clara do caráter de cada um.

A capa. É. Simplesmente. Perfeita!!Amei os detalhes, a letra prateada no fundo negro, e os desenhos em relevo, fazendo parecer que o livro é realmente assustador, mas não é, no mínimo, de certo modo, precisa de estômago para tanta “matança”. A editora Única acertou em cheio ao publicar o livro do Sr. Dhar. Amei também seu estilo, pois é dinâmico e muito versátil, quando se menos espera já leu umas quarenta páginas em meia hora!

“Alice ficou olhando para o nada e a Rainha indagou no que ela estava pensando.
—Estou pensando em como podemos vencer esta guerra.”

Alice é uma garota durona que aprendeu a lutar desde cedo pela sobrevivência. De personalidade forte e com alma desbravadora, Alice vai ultrapassando barreiras e crescendo no decorrer da narrativa, e no fim notamos que ela não é mais a garotinha de 15 anos no começo da narrativa. Ela amadureceu diante de tantas perdas.

“—Quem de vocês é Alice?
—Quem está perguntando?
—E que diferença faz isso? [...] Alice respondeu:
—A diferença é que a resposta vai determinar se eu vou cumprimenta-lo com um sorriso ou com uma bala nesse seu boné ridículo.”

Não é a primeira vez que reescrevem livros clássicos e adaptam para a temática zumbi, como o caso da obra Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, que foi parodiada por Seth Smith, em Orgulho e Preconceito e Zumbi, que também amei. Rsrs.

Enfim, adorei Alice no País das Armadilhas e super indico para quem adora histórias de zumbis e paródias!

Classificação

02/12/2015

Lançamentos Novembro Editora Unica/Gente # 19


Olá pessoal, tudo bem? Sei que estou mega sumida. Mas aos poucos vou tentando colocar a vida em ordem. Hoje trago os lançamentos do mês de novembro da nossa Editora parceira (antes tarde do que nuncaaa). Sim!! Estou muito atrasada. Mas vamos conferir mesmo assim?!


Só se Vive uma Vez


Sinopse: Quem nunca caiu em uma roubada? Seja por ter se apaixonado pelo cara errado, confiado numa “aminimiga” ou exagerado na bebida e quase perdido a dignidade... E, pior ainda, quem nunca repetiu essas mesmas roubadas? Este livro traz listas, questionários e diagramas para preencher que, além de fazê-la se conhecer melhor e aumentar a autoestima, vão ajudá-la a estipular novas metas e lembrá-la de não cometer os mesmos erros pela segunda — ou décima segunda — vez!
O Segredo da queima de 48 horas


Sinopse: Você tentou todas as dietas da moda e passou horas na academia sem obter resultados? Já abandonou as esperanças de encontrar um programa de emagrecimento que não tome tanto de seu tempo, não seja maçante e não se baseie numa dieta alimentar muito restritiva? Vinícius Possebon, personal trainer e coach especializado em saúde e boa forma, criou um método revolucionário e com ele já ajudou milhares de pessoas no Brasil a mudar seus hábitos e adquirir a forma física que sempre desejaram: o sistema Queima de 48 Horas, ou Q48, o programa número 1 de emagrecimento do país. O treinamento Q48 é focado em exercícios de alta intensidade e combina alimentação equilibrada e sem sacrifícios com a liberdade de realizar os treinos em casa — apenas 15 minutos diários para obter resultados de 1 ano em 8 semanas! Neste livro, Possebon traz informações sobre os princípios científicos que norteiam o Q48, como ele foi criado, por que é tão efetivo e, ainda, apresenta alguns estudos de casos de pessoas que aderiram a essa proposta e transformaram sua vida. E mostra que é possível, sim, emagrecer sem ser refém da academia e escravo das dietas malucas que o fazem sentir fome e logo perder a energia e a motivação.

Extraordinariamente


Sinopse: Não há coisa pior do que enxergar quem você é agora e comparar isso com quem poderia ter se tornado. Este livro existe para ajudar as pessoas que se veem frustradas, ou que estão inseguras e não se sentem no controle do próprio futuro profissional e, portanto, não acreditam que podem obter o que querem. E, sobretudo, este livro se destina a quem está exausto, sentindo-se apático e sem energia, dinamismo e entusiasmo. Sharron Lowe é coach de marcas globais de luxo como Chanel, Calvin Klein, Estée Lauder, Clinique, Parfums Christian Dior e Lancôme, e desenvolveu técnicas para transformar essas marcas e as pessoas que trabalham nelas, tornando-as verdadeiras máquinas de sucesso e poder. Depois de ter milhares de clientes transformados, Lowe apresenta neste livro um método para que você também se transforme e crie um sucesso à prova de revezes. Lembre-se do lema da autora: Se você constantemente repete suas ações, sempre obterá os mesmos resultados.


Gostaram pessoal? Logo estarei trazendo mais lançamentos.

Bjokas :)
© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo