topo :)

11/03/2016

Resenha - Era Uma Vez no Outono


Olá leitores!

”Era uma Vez no Outono”  é o segundo volume da série As Quatro Estações do Amor, sendo o primeiro livro Segredos de uma Noite de Verão (que você pode conferir a resenha aqui).


Livro: Era Uma Vez no Outono
Autora: LIsa Kleypas
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 288
Skoob: 5/5
Adquira o livro: aqui

Sinopse: A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa. Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar. Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?

ATENÇÃO: ALERTA DE SPOILER

Resenha: Sendo a Flor Seca solteira mais velha, Lillian Bowman deve ser a próxima a se casar do grupo, já que Annabelle Peyton... ou melhor, Annabelle Hunt se casou com Simon.

Lillian é jovem divertida, obstinada, de temperamento e gênio forte, que saiu dos Estados Unidos com a irmã, Daisy, em busca de um marido aristocrata britânico. A jovem só não esperava atrair e ser atraída pelo homem que mais despreza, Marcus Marsden, o presunçoso lorde Westcliff.

“Lillian não era a mulher mais bonita que ele conhecia, nem era particularmente educada. Era teimosa e tinha uma língua afiada, e a natureza obstinada dela era mais adequada a um homem do que a uma mulher.”



Marcus é um homem orgulhoso e rígido, que teve uma infância difícil sobre a tutela de um pai bruto e de uma mãe fria. Sendo o último homem a herdar o título de conde de Westcliff e tendo já as duas irmãs, Aline e Olivia, ambas casadas com americanos, cabe a ele continuar com a linhagem “pura” da família, ou seja, precisa se casar com uma moça digna e apropriada que se “encaixe no molde de uma esposa Marsden”.

Essa tensão de ódio e desprezo entre Marcus e Lillian se torna menos densa em uma tarde de outono, quando este flagra (novamente) Lillian jogando rounders com alguns criados e a irmã, Daisy. Lillian logo se prepara para ouvir as censuras do lorde, mas para sua surpresa (e para a minha) ele se junta ao jogo, já que é um típico amante de esportes ao ar livre, e se oferece para ensinar Lillian a rebater melhor.

A partir daí algo forte e profundo começa a florescer no coração de ambos, uma força que já não pode ser mais contida, porém ambos são teimosos demais para admitir.

“-Lillian, acalme-se. Maldição! Lillian olhe para mim! –Wistcliff esperou até ela ficar quieta debaixo dele. –Eu não quero que se magoe.
-Já lhe ocorreu, seu idiota arrogante, que a pessoa que mais pode me magoar é você?”



Nem mesmo Marcus entende sua “inexplicável” reação à jovem americana, porém Lillian tem suas teorias e uma delas envolve um perfume que comprou recentemente, feito de uma refinada essência extraída de uma orquídea chamada Dama-da-noite, Lillian só não contava que o perfume atuasse como um afrodisíaco, atraindo então o conde de Westcliff.

“-Fora isso, quem sabe? Talvez meu destino ainda não esteja traçado. A boa noticia é que seu marido parece estar a caminho.
-Neste caso, o desgraçado está atrasado – retorquiu Lillian.”

Gente, eu li esse livro em um dia, a escrita da Kleypas nos prende do início ao fim. Adorei o romance do livro por não se tratar só de cenas aleatórias que fizeram o casal se apaixonar, e sim de um casal já apaixonado descobrindo que estão mais do que só atraídos um pelo outro... Faz sentindo? Nem eu sei rsrs. Mas é isso. Me diverti muito também das situações em que os personagens se encontravam, e dos diálogos que soaram super espontâneos.

“Quanto a Marcus, havia seguido o padrão característico dos Marsdens... até Lillian Bowman entrar em sua vida com a sutileza de um furacão.”



Creio que além do romance também podemos notar que a escritora aborda temas mais sérios como a crueldade de um pai com um filho na infância, que poderia ter resultado em um filho adulto cruel e sem coração, mas que no livro Marcus se tornou justamente o contrário.

 “Marcus nunca fracassa –disse em voz baixa. –Passou a maior parte da infância aprendendo a superar coisas impossíveis. E agora que enfim encontrou alguém por quem vale a pena lutar... acha mesmo que deixaria algo impedi-lo?”

Porém, o conde tem ainda assim dificuldade de expressar seus sentimentos, pois desde pequeno ele aprendeu que se afeiçoar demais a uma pessoa significava perdê-la para sempre.

“Contudo, Marcus também era um pouco dominador. Bem... muito dominador. Em se tratando daqueles que ama, não hesitava em manipulá-los para fazerem o que ele considerava ser o melhor.”

Dizem que todo romance histórico é um clichê, e eu concordo de certo modo, mas isso não me faz querer parar de ler livros desse gênero, pois eu acredito que em cada romance sempre haverá temas profundos e sérios sendo retratados, e os livros da Kleypas me mostraram que eu estava certa.

“Saber que Lillian estava em algum lugar lá fora, perdida ou talvez machucada, lhe provocava uma emoção desconhecida, ardente como um raio, fria como gelo... um sentimento que identificou como medo.”

Adorei a capa desse livro, ela é simplesmente linda e original, isso sem falar em como dentro do livro também é muito bonito! E a edição está fantástica! Recomendo sim que leiam a continuação dessa série, As Quatro Estações do Amor, por ser muito divertida e envolvente. 

Classificação
                  



3 comentários:

  1. Não gosto muito de romances de época, mas esse parece ser bom. Ainda mais por abordar a crueldade do pai com a filha, que acho que além de ser bastante recorrente na época, ainda é até hoje! Gostei de saber que foi uma leitura que flui bem e não se arrasta, dos diálogos espontâneos. Os personagens parecem ser cativantes também. Talvez eu dê uma chance pra essa série!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Eu gosto muito do gênero, inclusive já estou com este aqui para ler.
    Gostei muito do enredo e pretendo logo lê-lo e já curiosa pelos outros livros da série.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, pois por uma acção do google meu perfil sumiu e estava a seguir o seu blog sem foto e agora tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir

Obrigado pela seu visita, e pelo seu comentário.
Deixe o link do seu blog se você tiver, que irei seguir com maior prazer.
Deixe também o seu e-mail, que estarei respondendo o seu comentário.
Bjos

© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo