topo :)

29/06/2016

Resenha - Tempo Seco e Quando nasce um romance


Hey leitores!
Tudo bem com vocês?

Eu (Marcela) e a Vivi trouxemos hoje para vocês duas resenhas de dois livros nacionais de gêneros literários diferentes. Vamos conferir? 


Livro: Tempo Seco
Autora: Clara Arreguy
Editora: Geração Editorial
Ano: 2009
Páginas: 128
Skoob: 4/5

Sinopse: O livro “Tempo Seco”, da jornalista Clara Arreguy, é um romance de ficção com flashes do cotidiano, intermediado pelas histórias de taxistas, bons homens, gente que vive em Brasília e espera, sempre, por uma nova vida. Política, traição, violência e amizade, num só lugar.

Resenha: Com mais de 40 anos, solteira, sem filhos, Miriam resolveu sair de Belo Horizonte e vai morar em Brasília, deixando para trás sua família e uma desilusão amorosa. Sem perspectiva, sem sonhos e sem ilusões, ela inicia uma nova etapa.

“Miriam chegou assim, aos trancos e barrancos, a Brasília, para iniciar uma etapa de vida em que tinha muitas ilusões com grandes passos, grandes questões, grandes conquistas. ”

Independente, possui um bom emprego, é petista e não tem amigos na cidade, por isso sempre vai sozinha aos lugares. Não dirige por diversos motivos, isso faz com que Miriam vire uma utilizadora assídua do serviço de táxi. Com o tempo, ela acaba gerando uma proximidade maior com os taxistas. Sim! Exatamente! Os taxistas deixam de ser apenas prestadores de serviços, e tornam-se seus amigos.

“Vocês são meus anjos da guarda’, dizia ela sempre aos motoristas daquele ponto de táxi, que a haviam adotado desde que chegara à cidade. Eram vários, identificados pelo número junto a central de radio táxi – muitos ela conhecia pelo nome, alguns foram ficando amigos.”

Por causa do convívio, Miriam acaba por conhecê-los bem, sabe dos problemas que enfrentam no trabalho e na vida pessoal. Discutem os mais variados assuntos. Do clima ao assunto que está em alta, ou seja, política. Cada um com suas preferências partidárias, mas sempre respeitando a opinião do outro. Conforme avançamos na leitura, vamos descobrindo mais sobre a vida desses motoristas.

“Assim, seus melhores papos passaram a se dar com os motoristas que a conduziam, no sábado à noite, para o cinema, o teatro, uma festa, um shopping. Rodrigues, Seu João, Bené, a turma. Papos que iam longe, da política aos sentimentos de abandono. Da visão de mundo aos projetos de futuro. Papos chegados. Porque não?”

No entanto, a narrativa relata com mais riqueza de detalhes a vida de Nonato Rodrigues, ou Natinho, o amigo que Miriam tem mais afinidade. Vamos nos inteirar de toda sua trajetória, desde seu nascimento. Uma passagem pela sua vida, cheia de realizações, decepções, conquistas, fracassos, desamores e um acontecimento que o mudou para sempre.

Os capítulos do livro não possuem denominação específica e são bem curtos, a maior parte deles estão na terceira pessoa, mas alguns são na primeira, possuindo uma linguagem simples que facilita a compreensão da história.

A interação que o narrador tem com o leitor é muito interessante, fazendo perguntas que nos levam a refletir sobre tais situações. Em alguns momentos era como se eu estivesse lá, visualizando todos aqueles acontecimentos, ou melhor, como se eu estivesse dentro do táxi, junto com Miriam, ouvindo todos aqueles relatos.

“Razão ou fé? Razão ou emoção? Razão ou loucura? Razão, sempre razão. O contrário pode ser muita coisa boa – como fé e emoção –, mas muita ruim, como loucura ou irracional.”

Talvez a temática “política” possa gerar um certo receio quanto a leitura, já que o assunto sobre política em questões partidárias está bem presente no livro. Porém, é bastante atrativo vê o ponto de vista de cada personagem quanto a esse tema, despertando ainda mais o nosso interesse. Sem falar da capa, que é muito bonita, com cores vivas e bastante atrativas.

Um livro incrível, com relatos tão corriqueiros do nosso dia a dia, que somos incapazes de dizer se de fato é real ou não. A história de Rodrigues é bem cativante, pelo motivo de ser tão realista, nos levando a situações que pode acontecer com qualquer um.

Mas, o que me surpreendeu mesmo foi o final. Sério, não esperava que terminaria da forma como terminou. Quando cheguei ao fim da leitura, fiquei sem palavras e passei um bom tempo pensando sobre as últimas páginas.

“É Miriam, sua vida nesta nova cidade daria um livro igual àquele dos pensamentos mais profundos do governante que deixou seu Estado quebrado: todo em branco.”

Com todos esses aspectos, a leitura torna-se bastante prazerosa, mergulhei e me envolvi com o livro do início ao fim, recomendo, portanto, aos leitores mais “maduros”, que apreciam histórias reais e cativantes.

Classificação




Livro: Quando Nasce um Romance 
Autor: Röhrig C.
Editora: Creetespece
Ano: 2015
Páginas: 222
Skoob: 3/5

Sinopse: “O que você deseja nesta vida, você consegue – o segredo é aceitar.” QUANDO NASCE UM ROMANCE é uma novela que fala sobre o cotidiano de um escritor em crise; alcoólatra, confuso, sem perspectivas, vivendo em uma cidade do interior. A única coisa que tem é a convivência de amizades de aparências. Ele não consegue escrever. Está bloqueado e sem ideias para iniciar sua próxima história. Com seu cotidiano cheio de problemas aparentemente sem nenhuma história para contar, ele apenas mergulha em seu próprio mundo. Jeux, o personagem principal, tem um grupo de amigos intelectuais que se reúnem todas as noites para conversar na mesa de um bar de uma cidade que outrora viveu seu ápice e hoje vive de um passado inventado. Um grupo de fracassados que se apoiam em suas próprias mentiras e jogos dissimulados na ilusão de disfarçarem o vazio que sentem além suas existências medíocres e seguras. Numa determinada noite em que novamente vai ao encontro dos amigos no bar, Jeux conhece a jovem Isabella. Mal sabia ele que se apaixonaria tão logo captasse naquele olhar um misto de sensualidade e paixão que todo homem distraidamente busca em uma mulher. Cansado de relacionamentos sem sentido Jeux entrega-se a esta nova paixão recheada de mistério, perigo, encontros às escondidas e sexo. Nasce uma paixão, envolvente e confusa: diferença de idade, situação financeira, classe social, relacionamentos alternativos, o tempo em que cada um se encontra no mundo, tudo conspira contra eles. Ela com 21 anos, casada, universitária. Ele 33 anos, escritor alternativo e boêmio. O que os une é a necessidade de estarem juntos de forma intensa e transgressiva. 

Resenha: Quando Nasce um Romance nos conta a história do escritor, Jeux, um alcoólatra sem perspectiva, já que há anos tenta escrever algo, mas nunca consegue, pois acredita que precisa de uma “musa”. Sua vida está fadada a uma rotina viciosa que envolve beber até perder a consciência ou sair e ir encontrar seus poucos amigos em um bar, para contar sempre as mesmas histórias.
“Minha esperança seria uma musa, encontrar a mulher perfeita ou conhecer a história da mulher perfeita, um romance daqueles de marcar uma época. ”
Porém esse ciclo aos poucos é quebrado quando ele é apresentado por seus amigos, neste mesmo bar, a Isabella. Uma mulher jovem que está se formando em Letras e é casada com um homem que há muito tempo deixou de amar.
Ambos vêm em si mesmos uma forma de explorar “novos horizontes” e se divertirem nessa arriscada aventura, já que o marido dela é um policial (o que torna tudo ainda mais emocionante). Mesmo tendo poucos interesses em comum, surge entre eles uma necessidade pungente de estarem juntos. 
“-Você me ama? Senti uma dor, como se aquelas palavras esmagassem meu coração. Era isto então, eu estava amando. Estava apaixonado. ”
Ao mesmo tempo em que um novo sentimento nasce, Jeux começa a se vê capaz de iniciar uma verdadeira história, digna de ser publicada e lida.
Então gente, serei sincera com vocês, ao decorrer do livro notei que não me encaixava no público alvo da obra, mas antes de explicar melhor tenho que dizer que o gênero do livro é “undergroud”, ou seja, é uma história que foge dos padrões comerciais, do modismo, e etc, e acredito que seja por esse e alguns outros motivos que eu não consegui me deixar levar pelas páginas. Porém, não posso deixar de comentar o quanto o desfecho me surpreendeu e ao mesmo tempo me deixou revoltada, pois foi totalmente inesperado.
“A primeira coisa de que lembro é o tic-tac do relógio. No início parecia que vinha de longe... tic-tac, tic-tac...”
O livro que explora literalmente o subterrâneo (underground) da sociedade, o cenário apresenta um apartamento decadente, um bar super lotado de baixa qualidade, ruas escuras e personagens imperfeitos e fracassados.
“O futuro parecia algo nublado. Não conseguia achar uma saída. ”
Eu acredito também que a capa da primeira edição era muito mais encantadora do que a segunda, porém eu gostei das ilustrações que antecedem os capítulos, e a escrita do Röhrig é cômica, apesar do humor ser negro, e fluída; narrando a obra em primeira pessoa, o que eu aprecio bastante, pois assim temos esse contato direto com os pensamentos e emoções do personagem.
"-Isto é paixão, não é amor.
-Mas hoje para mim só existe você.
-Eu também me sinto assim, também te amo hoje. ”
Esse é um livro que aborda o amor sem toda aquela magia e glamour que encontramos nos livros de romance (principalmente nos de época e new adult), sendo assim então um livro direto e objetivo, que deve ser lido com a mente aberta, livre de restrições.
Recomendo para os leitores mais “maduros” que gostam de um romance cru e realista que a vida propõe a maioria das pessoas.

Classificação


23/06/2016

Resenha - Alice Black


Hey leitores! Tudo bem?
É com um imenso prazer que trago hoje para vocês a resenha do livro Alice Black, que foi uma das leituras mais encantadoras que tive esse ano!


Livro: Alice Black
Autores: Carlos Henrique e Flávia Gonçalves
Editora: Autografia
Ano: 2015
Páginas: 320
Skoob: 5/5

Sinopse: E se um fã de rock descobrisse que todas as letras, símbolos e capas de álbuns são apenas reflexos de uma intensa realidade oculta para meros mortais? Alice é roadie da Mell's Angels, uma banda de rock iniciante, cuja estrela é sua irmã mais velha. Humilhada constantemente pelos integrantes, sua situação piora quando descobre que eles venderam sua alma em troca de sucesso imediato. Lançada no submundo, enquanto a banda desponta para o estrelato, Alice inicia uma louca jornada através dos perigos, descobertas, desafios, e - por que não? – encantos de um inferno totalmente rock and roll, governado por um Príncipe das Trevas que talvez nem seja tão terrível assim...

Resenha: Somos levados a conhecer Alice Black, uma jovem de dezoito anos, tímida, deslocada e ingênua, sendo ela a roadie da banda Mell’sAngels, cuja irmã, Melissa, é a estrela principal. A banda é pequena e de rock iniciante, composta por Carmine, a baterista, Nikki, o baixista, e na guitarra e vocal está Melissa, ou Mell como ela prefere ser chamada. Juntos, eles apelidaram Alice de desplugada e a fazem de gato e sapato, tornando a vida dela ainda mais difícil.

Alice teve uma infância complicada, fugiu do orfanato com sua irmã quando crianças, e ambas se refugiaram nas ruas.  Embora Alice tenha preservado um coração bondoso, desconfio que Melissa nunca tenha tido um.

Quando digo que Melissa é uma megera, não estou exagerando. Em troca de sucesso e fama imediata, ela foi capaz, juntamente com o restante da banda, vender a alma de Alice para o Príncipe das Trevas, ou simplesmente James, como ele prefere.

“-Na Terra, gosto que me chamem de James –disse ele, como se quisesse recomeçar aquele encontro. –Mas as pessoas me dão muitos nomes. Acabo me acostumando com todos.”
Alice em toda sua inocência logo se ver em um elevador escuro e macabro, e quando as portas se abrem... ela se encontra no inferno.

“—Contrato é contrato - disse ele, as chamas azuis de seus olhos um pouco mais brandas. —Se houvesse alguma honra na banda, teriam sacrificado algum deles próprios. Mas, em se tratando de pactos comigo, quase nunca há. Não há nada a fazer. Quando a porta se abrir novamente, estará em meu mundo. Seu lar, para sempre.” –James.

Lá ela descobre que não está realmente no inferno-inferno, e sim em uma espécie de platô chamada de Hotfield, criada pelo Príncipe das Trevas, designada para as pessoas que fecharam pactos com ele, o que não torna tudo exatamente melhor.

“Talvez fosse isso. Talvez, o castigo mais amargo para os que estavam ali era imaginar o mundo em que viviam seguir adiante daquela maneira tão rápida, deixando-os para trás.”
Alice é como um ímã para confusão, então James acaba por colocá-la sobre os cuidados de Pagenini, um violinista e um dos primeiros a se tornar “habitante” de Hotfield.
“—Eu tenho a minha música –respondeu ele, com indisfarçável orgulho. –Mas, nos piores momentos, quando realmente penso estar em um lugar ruim, procuro olhar além da borda, e assim, nunca me esqueço de que é lá o verdadeiro inferno.” –Pegenine.
Com ele, Alice descobre que as bandas do Príncipe “descem” para o festival que ele organiza na Cidade Paraíso, um lugar onde normalmente esses artistas passam a “viver” após morrerem na Terra. Ela está determinada a encontrar a irmã na Cidade, certa de que Melissa irá ajudá-la a desfazer todo esse “mal-entendido”.
A partir daí Alice embarca numa jornada até a Cidade Paraíso juntamente com seu cão infernal, (que eu achei a coisa mais fofa do mundo!) o Às de Espadas. Durante o trajeto, ela conhece outros músicos, como os Três Reis, e enfrenta perigos e desafios,descobrindo coisas surpreendentes a respeito do tenebroso Príncipe das Trevas...

“—Não. É o filho único do Rei das Trevas. Em troca de lealdade e total obediência através dos séculos, o pai permitiu que ele criasse esse platô. Não faz muito tempo. [...] –Pegenine.

Enfim leitores... Acontece um milhão de coisas quando ela chega a Cidade Paraíso e mais meio milhão depois de... Mas vou me conter para não dá altos spoilers aqui (risos), mas garanto que cada página desse livro promete muitos acontecimentos marcantes, principalmente sobre como Alice Black se tornou a princesinha do inferno...

“Alice sorriu o mesmo sorriso que enxergou no rosto dele, e teve certeza de que os jogos de caça haviam acabado. Não eram mais presa e predador. Eram ambos prisioneiros da noite que apenas começava, cumplices na busca por satisfazer os mesmo desejos.”

A história é narrada na terceira pessoa, sobre a perspectiva da nossa heroína Alice. Adorei acompanhar seu amadurecimento, e sua jornada por Hotfield. No fim das contas, ela deixa de ser tão ingênua e se torna uma mulher forte e ousada, uma verdadeira artista talentosa, ao contrário da sua irmã invejosa e perversa.

A escrita de Carlos e Flávia é maravilhosa, simples, divertida e cativante, agradeço de coração por terem me dado essa incrível oportunidade de ler esse livro extraordinário! Amei cada personagem, principalmente James, que possui uma história diferente de tudo que já li. Ele é um “jovem” sagaz e sedutor, um completo fanático por rock tanto quanto Alice. Eles dois juntos são arrebatadores!

“—Ah. Eu ouço... Mágica –respondeu ela, decidida. —Mágica acompanhada por sons selvagens, como em um tipo de alquimia. Lindos harmônios, como auroras boreais. Uma nota após outra, e outra, gerando uma escultura de som. É isso o que eu ouço. James afastou-se um pouco e sorriu, visivelmente orgulhoso.

E gente, que capa é essa?! Eu amei demais! Ela tem altas referências da história, e suas cores refletem todo aquele ar infernal de Hotfield. Gostei bastante da diagramação do livro, todos os capítulos possuem seu título e não muito longos, o que aprecio muito.

“Qual dos dois estava ali diante dela? O Todo-Poderoso Príncipe das Trevas, governante de Hotfield, ou James, um homem simples e amável, cujo coração era cheio de energia e puro rock androll?”

Então leitores, é claro que eu recomendo esse romance sobrenatural não somente para os fãs de Rock in Roll e amantes literários, mas para todos que querem mergulhar nessa cativante história de Alice Black – Princesinha do Inferno, pois é uma leitura para todos os gostos.

“—[...] Eu acreditei, e tudo isso começou a acontecer. Quem nasceu para o rock tem um espírito, sabe. Tem sede de liberdade, e paixão verdadeira pela música. Toca com a alma. Ou não toca.” –Dave Hemmet, vocalista do Metalldeth.

Classificação
                   


14/06/2016

Lançamentos Junho Editora Arqueiro e Sextante # 33


Olá pessoas lindas. Vamos iniciar a semana com lançamentos maravilhosos? Confiram!!


A Caminho do Altar


Sinopse: Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece. O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la. Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele? A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.

A Garota Italiana


Sinopse: Uma inesquecível história de amor, traição, paixão, obsessão e música. Aos onze anos de idade, Rosanna Menici conhece o cantor Roberto Rossini, uma estrela em ascensão no mundo da ópera italiana - e o homem que mudaria sua vida para sempre. Incentivada - e apaixonada - por ele, Rosanna passa a se dedicar ao estudo do canto lírico, torna-se cantora profissional, e logo os dois se encontram nas salas de concerto mais famosas do mundo, dividindo não só o palco como também o mesmo destino. Com seu talento incomum para descrever ambientes e evocar sensações e sentimentos universais, Lucinda Riley nos leva a acompanhar a trajetória de Rosanna, desde os bairros pobres de Nápoles até os teatros mais glamourosos do planeta, trazendo à tona, com sua prosa inconfundível, as alegrias, tristezas, frustrações, decepções e redenções do amor. 

A Libélula no Ambar - Outlander #2


Sinopse: Claire Randall guardou um segredo por vinte anos. Ao voltar para as majestosas Terras Altas da Escócia, envoltas em brumas e mistério, está disposta a revelar à sua filha Brianna a surpreendente história do seu nascimento. É chegada a hora de contar a verdade sobre um antigo círculo de pedras, sobre um amor que transcende as fronteiras do tempo... E sobre o guerreiro escocês que a levou da segurança do século XX para os perigos do século XVIII. O legado de sangue e desejo que envolve Brianna finalmente vem à tona quando Claire relembra a sua jornada em uma corte parisiense cheia de intrigas e conflitos, correndo contra o tempo para evitar o destino trágico da revolta dos escoceses. Com tudo o que conhece sobre o futuro, será que ela conseguirá salvar a vida de James Fraser e da criança que carrega no ventre?

O Príncipe de Westeros e Outras Histórias


Sinopse: Um livro fascinante que reúne os melhores contos de grandes nomes da literatura fantástica. Inclui conto de George R. R. Martin passado no mundo de A Guerra dos Tronos. “Todas as histórias são extraordinárias. Só o sumário já é suficiente para deixar os fãs de todos os gêneros literários com água na boca.” – Library Journal. Se você é fã de literatura fantástica, irá se deliciar com esta antologia de contos organizada por George R. R. Martin e Gardner Dozois. Obras inéditas dos melhores autores do gênero irão surpreendê-lo com enredos ardilosos e reviravoltas intrigantes. O próprio George R. R. Martin apresenta uma nova história do apaixonante e violento mundo de A Guerra dos Tronos, introduzindo um dos personagens mais canalhas de Westeros. Acompanhe grandes autores, como Gillian Flynn, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Scott Lynch e muitos outros, nesta coletânea emocionante sobre vigaristas, mercenários e ladrões.

Meio Rei


Sinopse: “Uma construção de mundo grandiosa, personagens maravilhosos e cenas de ação extraordinárias... Meio rei é o meu livro favorito de Abercrombie, e isso quer dizer muita coisa.” – Patrick Rothfuss, autor de O nome do vento. “Assim como em todas as obras de Abercrombie, aqui a linha entre o bem e o mal é tênue e nada ocorre segundo as expectativas. Meio rei é definitivamente uma aventura com A maiúsculo.” – Rick Riordan, autor da série Percy Jackson e os Olimpianos. Ganhador do prêmio Locus, Meio rei foi considerado, em 2014, uma das 5 melhores obras de fantasia pelo The Washington Post e um dos 10 melhores livros para jovens pela Time. Jurei vingar a morte do meu pai. Posso até ser meio homem, mas sou capaz de fazer um juramento por inteiro. Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem. Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava. Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo. Joe Abercrombie nos apresenta um protagonista surpreendente, numa história de percalços e amadurecimento que abre a trilogia Mar Despedaçado. 

Três Coisas Sobre Você


Sinopse: Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.

Eu Sem Você


Sinopse: Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que isso aconteceu conosco. Eu tinha um bom emprego em uma agência de publicidade e não fazia outra coisa além de trabalhar. Era incapaz de tomar decisões sobre meu futuro e minha casa inacabada e não sabia aproveitar a vida. Até conhecer Lilah. Lilah MacDonald era uma advogada ambientalista linda e decidida – e, para minha surpresa, detestava usar sapatos. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la. Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões. Lilah me ensinou a viver outra vez e a aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer. Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida. Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.

Noite Sobre as Águas


Sinopse: Setembro, 1939. Poucos dias após o Reino Unido declarar guerra à Alemanha, um enorme hidroavião está prestes a partir da costa sul da Inglaterra. A aeronave mais luxuosa do mundo tem como destino Nova York, no que deve ser o último voo civil a sair da Europa antes do conflito. A bordo dela encontram-se tanto a nata da sociedade quanto a escória da humanidade. Contudo, não é apenas a guerra que motiva os passageiros a deixar o continente: eles também querem se distanciar do próprio passado. Confinados por trinta horas em meio a todo o conforto, porém numa época em que voar ainda é um empreendimento arriscado, eles veem a travessia do Atlântico se tornar uma viagem de crescente angústia, com perigos inesperados que os conduzem a uma tempestade de violência, intriga e traição. Em Noite sobre as águas, Ken Follett exibe mais uma vez sua escrita magistral ao narrar as histórias dos mais diferentes personagens e fazê-las colidir neste emocionante voo cinco estrelas.



Isso me traz alegria


Sinopse: A japonesa Marie Kondo revolucionou casas – e vidas – após lançar, em 2015, A mágica da arrumação. Seu método sensível de organização se tornou um estrondoso sucesso ao redor do mundo. Agora, Marie se aprofunda no tema e lança Isso me traz alegria, um guia ilustrado que ensina passo a passo como arrumar da forma mais eficiente possível cada cômodo da casa: do quarto ao banheiro, da sala à cozinha. Cheio de dicas práticas e explicações detalhadas, o livro ensina como guardar cada tipo de roupa, documento e utensílio, como arrumar armários, armazenar alimentos, organizar maquiagens, CDs e fotografias, como envolver as crianças no processo e muito mais. Respondendo às principais dúvidas dos seus clientes e leitores, Marie aborda temas que ficaram de fora do livro anterior e reafirma a etapa mais importante do seu método: descobrir, entre tudo aquilo que está à sua volta, o que realmente lhe traz alegria – e descartar o restante. Quando nos cercamos apenas de coisas que amamos, a vida flui de forma muito mais leve. A bagunça não retorna e tudo se transforma. E é aí que a mágica acontece.

Mudando o tom da conversa


Sinopse: Todos enfrentamos conflitos e falhas na comunicação no dia a dia, e é a nossa capacidade de contorná-los ou resolvê-los que faz diferença nas relações afetivas e profissionais. Em Mudando o tom da conversa, Dana Caspersen, mediadora de conflitos de renome internacional, lista 17 princípios fundamentais, além de ferramentas práticas para reconhecer as emoções e lidar com elas sem se abalar, entender as verdadeiras causas por trás dos problemas, se dirigir ao melhor lado das pessoas e elaborar uma proposta que atenda a todas as partes de maneira satisfatória e duradoura. Com um projeto gráfico inovador, este livro mostra de forma criativa o que deve e o que não deve ser falado nos momentos críticos. Também inclui exercícios de fácil compreensão que ensinam como mudar a sua mentalidade e transformar conflitos em oportunidades de aprendizado e crescimento.

Blink


Sinopse: “Um verdadeiro deleite. Repleto de insights surpreendentes sobre nosso mundo e nós mesmos.” – Salon.com. “Gladwell cria outro fenômeno intelectual popular ao subverter o senso comum sobre a maneira como tomamos decisões.” – Bookmarks Magazine. Por que algumas pessoas são brilhantes ao tomar decisões e outras são incapazes de fazer a escolha certa? Por que algumas são bem-sucedidas ao seguir sua intuição enquanto outras se deixam levar por preconceitos e cometem grandes erros? Como nosso cérebro funciona no trabalho, na sala de aula, na cozinha e na cama? Baseado em fundamentos científicos, Blink é um livro sobre como podemos julgar, decidir e fazer escolhas sem refletir muito a respeito. Para explicar o conceito, Malcolm Gladwell apresenta histórias impressionantes, como o caso do especialista em arte que, num único relance, descobriu que uma escultura comprada por uma fortuna pelo Museu Getty era uma falsificação; o produtor que percebeu todo o potencial de Tom Hanks no instante em que o conheceu; o psicólogo que, só de observar um casal conversar por apenas alguns minutos, consegue rever quanto tempo vai durar aquele relacionamento; entre outras. Blink revela que, para tomar uma grande decisão, não é necessário processar mais informações ou deliberar por mais tempo, e sim desenvolver a arte de filtrar, a partir de inúmeras variáveis, as poucas informações que realmente importam.

Um Coração sem Medo


Sinopse: “O objetivo deste livro é simples e ambicioso ao mesmo tempo: redefinir a compaixão como algo que todos possam entender e transformá-la num desejo consciente, não apenas num ideal. Quero tirá-la de seu pedestal e torná-la uma força ativa no dia a dia. Ao apresentar um treinamento sistemático para a mente e o coração, este livro mapeia o caminho para tornarmos a compaixão nossa postura principal, a âncora de uma vida mais feliz, menos estressante e mais gratificante.” – Thupten Jinpa. A prática budista da atenção plena encontrou seu espaço no Ocidente quando as pessoas descobriram a importância dos benefícios deste método para o dia a dia. Agora, o ex-monge e intérprete oficial do Dalai Lama mostra que o cultivo da compaixão pode trazer resultados ainda mais surpreendentes à nossa vida. Unindo as mais recentes pesquisas científicas aos tradicionais conhecimentos da filosofia budista, Thupten Jinpa apresenta as técnicas contemplativas – como a meditação baseada na atenção plena – não como uma prática espiritual, mas como uma série de exercícios capazes de aumentar o bem-estar mental e emocional. Baseado no pioneiro curso “Treinamento de cultivo da compaixão” criado pelo autor na escola de medicina de Stanford, Um coração sem medo revela o poder transformador desse sentimento que muitas vezes é colocado em segundo plano na nossa busca por sucesso, felicidade e realização pessoal. Com orientações simples para implementar na vida diária e repleto de histórias inspiradoras, este livro nos estimula a treinar o músculo da compaixão para aliviar o estresse, combater a depressão, facilitar a conquista de nossos objetivos e melhorar nossa relação com nós mesmos, com os outros e com o mundo à nossa volta. “Um coração sem medo é um livro raro, que mostra como o encontro entre as práticas contemplativas e a ciência moderna podem oferecer benefícios para todos que estão interessados em uma profunda transformação pessoal e espiritual. O livro ensina como cada prática pode trazer impactos positivos para nossa vida diária. Agradeço ao meu tradutor e intérprete Thupten Jinpa por escrever este livro sobre a compaixão e seu cultivo.” – Sua Santidade, o Dalai Lama

Faça você mesmo


Sinopse: Receitas do primeiro e maior canal brasileiro de culinária do Youtube. Com cerca de 2 milhões de inscritos e mais de 120 milhões de visualizações, O Ana Maria Brogui, apresentado por Caio Novaes, ensina que cozinhar não é complicado. Ao contrário, é simples e muito divertido, e fica melhor ainda se você sabe os truques e os segredos para preparar as receitas famosas que você adora de restaurantes, bares e lanchonetes, e também daquelas guloseimas deliciosas que você compra no supermercado. Neste segundo livro do canal Ana Maria Brogui, você vai aprender mais de 100 receitas incríveis e descomplicadas para fazer em casa e surpreender amigos e familiares. Deixe aflorar o cozinheiro que mora em você e compartilhe as fotos dos seus pratos nas redes sociais, marcando-as com a hashtag #anamariabrogui!

O Poder do Silêncio


Sinopse: Quando entra no Agora, você sai do conteúdo da sua mente. A incessante corrente do pensamento se desacelera. Os pensamentos não consomem mais toda a sua atenção. Há intervalos entre eles - espaços de silêncio e calma. Você começa a perceber que o seu ser é maior e mais profundo do que seus pensamentos.'- Eckhart Tolle. Um dos maiores fenômenos da literatura espiritual dos últimos tempos, Eckhart Tolle, autor de O poder do agora, nos mostra a importância de silenciar os pensamentos e reencontrar nossa sabedoria interior para viver mais intensamente o momento atual.
O silêncio e a calma não são apenas a ausência de barulho e de conteúdo. São a dimensão mais profunda do nosso ser, a inteligência primordial, a consciência de que só podemos ser felizes Agora. O poder transformador do silêncio está em nos libertar de nossos pensamentos, medos e desejos, dissipando as tensões do passado e as expectativas em relação ao futuro. Só no presente podemos descobrir quem realmente somos, alcançando assim a paz e a alegria que estão dentro de nós. Neste livro, seguindo a tradição dos sutras indianos, Tolle optou por transmitir seus ensinamentos espirituais em forma de aforismos. São 200 textos curtos e inspiradores que abordam diversos temas, entre ele, o Agora, os relacionamentos, a morte e a eternidade.

A arte de fazer acontecer


Sinopse: Este livro descreve um processo incrivelmente prático, capaz de ajudar pessoas ocupadas a restabelecer o controle da própria vida, contribuindo para seu sucesso pessoal e profissional.” – Marshall Goldsmith, coautor de Aprenda como um líder e Melhores práticas em gestão de talentos. Sua mente deve estar livre para criar, e não preocupada em reter informações. Foi com esse argumento que David Allen criou o método GTD – Getting Things Done: um sistema de gestão que tem ajudado inúmeras pessoas e empresas a colocar ordem no caos. Considerado a principal autoridade no campo da produtividade, Allen trabalhou com os melhores e mais brilhantes talentos do mundo defendendo a teoria de manter “a mente clara como água” e abordando o equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Depois de 30 anos de pesquisa e prática, lançou A arte de fazer acontecer, um best-seller internacional publicado em 28 idiomas que se tornou uma verdadeira referência em organização pessoal. Nesta nova edição, revisada e atualizada, David Allen insere as novas tecnologias na gestão do fluxo de trabalho e inclui as descobertas mais recentes da ciência cognitiva.

Lava Jato


Sinopse: Em Lava Jato O juiz Sergio Moro e os bastidores da operação que abalou o Brasil, o jornalista Vladimir Netto acompanha as investigações desde seu início, em março de 2014, e, como num livro de suspense, vai revelando, pouco a pouco, os principais desdobramentos que expuseram o maior escândalo de corrupção do país. À medida que a operação avança, vamos descobrindo quem são os personagens-chave desse processo doleiros, dirigentes da Petrobras, políticos e empreiteiros e como se articularam para desviar bilhões dos cofres da estatal. Para traçar o perfil do juiz Sergio Moro, fio condutor desta história, o autor se debruça sobre seu trabalho: o vasto conhecimento técnico, as perguntas meticulosas, as sentenças fundamentadas e a coragem de enfrentar a pressão de advogados de renome. Repleto de informações de bastidor, ligações perigosas e diálogos de um cinismo impensável, este grande livro-reportagem, com ares de trama policial, é um registro histórico do conturbado período que o Brasil atravessa. 

Bjs :)

11/06/2016

Lançamentos Junho Grupo Pensamento # 4


Oi pessoal, tudo bem? Inicia o mês e vamos logo ficar de olho nos lançamentos. Confiram!!


Cultrix


Seoman


Jangada 


Pensamento




 Bjs pessoal :)

09/06/2016

Resenha - O Duque e Eu


Olá leitores! Tudo bem com vocês?
Antes de mais nada, gostaria de dizer que sou apaixonada por romance de época, então, que tal voltarmos um pouco no tempo?


Livro: O Duque e Eu
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Páginas: 288
Skoob: 5/5
Adquira o livro: aqui

Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

“Como se tudo isso já não fosse constrangedor o suficiente, agora aparecera aquele homem – aquele estranho lindo e elegante de uma forma quase perturbadora – e testemunhara tudo. E pior, ele estava rindo! ”

Resenha: Simon está de volta a Londres após ter passado seis anos viajando pelo mundo. É um homem bonito, inteligente, rico, e acaba de receber o título de Duque de Hastings, já que seu pai o antigo duque, está morto. Além de todas essas características formidáveis, o duque está solteiro, o que deixa as mães casamenteiras de plantão ainda mais animadas. Porém, Simon está irredutível quanto a sua decisão de não se casar e formar uma família.

“Ela o compreendia muito melhor agora. Depois de encarar uma rejeição tão grande quando criança, ele provavelmente não sabia que merecia ser amado. E talvez não soubesse ao certo como corresponder a esse sentimento. Mas ela podia esperar. Podia esperar para sempre aquele bom homem. ”

Durante toda sua vida, Simon sempre buscou o autocontrole, fez de tudo para ser o oposto daquilo que seu pai gostaria que ele fosse, e estava determinado a cumprir a promessa que fez a si mesmo. No entanto, quando ele conhece a doce e alegre Daphne Bridgerton, irmã de seu melhor amigo Anthony Bridgerton, as coisas começam a mudar.

Era um sentimento perturbador. Principalmente para um homem que valorizava tanto o autocontrole. Para Simon, o equilíbrio era tudo. Sem isso, ele jamais teria enfrentado o pai e ficado em primeiro lugar na universidade. ”

Daphne é uma jovem encantadora, educada, alegre, prestativa, de boa aparência e obediente a mãe. É a quarta de oito filhos de Violet Bridgerton, e a mais velha das irmãs, sendo assim, cabe a ela a tarefa de se casar primeiro.
Entretanto, não está nada fácil, pelo fato de nenhum dos pretendentes que sua mãe apresentara a ela lhe agradou, e aqueles que despertaram seu interesse só a viam como amiga. Daphne tem o sonho de se casar por amor e construir uma família. Mas, a convivência com seus irmãos mais velhos, a fez ter uma visão diferente dos homens, tornando-a mais forte, e por isso não se joga nos braços de qualquer um. Tendo assim, mais um motivo para ela ainda não ter encontrado o marido ideal.

“Sua boca exuberante ficou parada entre uma risada e um sorriso, e o sol, quase vermelho, reluzia em seus cabelos. Ali na água, longe do salão de baile abafado, com o ar fresco girando ao redor deles, ela parecia natural e bonita, e o simples fato de estar em sua presença fazia Simon ter vontade de sorrir feito um idiota. ”

Conhecendo a situação de Daphne, e preocupado com o assédio das jovens loucas por um marido, Simon tem um plano que pode ajudar não só a ele, mas a Daphne também. Simon vai fingir que a corteja, dessa forma, conseguirá afastar as mães e as jovens que estão em busca de um marido, ao mesmo tempo, a Srta. Bridgerton despertará o interesse de outros homens, pois, se um duque está encantado pela moça, é porque de fato ela tem muito mais a oferecer além da sua agradável companhia.

Claro que um cortejo de mentira não seria a melhor opção, já que os irmãos mais velhos de Daphne são super protetores, principalmente Anthony, que é o melhor amigo do seu suposto pretendente e não ficará satisfeito com esse aparente romance. Mas este é o menor dos problemas, quanto mais tempo Daphne passa com Simon mais difícil é não se apaixonar pelos olhos do duque.

Daphne encarava os olhos azul-claros dele e esquecia que estava cercada por quinhentos espectadores, todos muito interessados em saber a quantas andava sua vida amorosa. “

Além de tudo isso, existe algo que vai deixar a sociedade perplexa e conjuntamente curiosa. A famosa e ao mesmo tempo desconhecida Lady Whistledown, alguém que sabe tudo que acontece em Londres. Até mesmo aquilo que não é visto por todos, é trazido à tona nas publicações da escritora misteriosa. Odiada por muitos, adorada pelos curiosos de plantão, Lady Whistledown com certeza não passará despercebida no decorrer da leitura.

- É claro que ela é uma de nós – disse Daphne, com ar divertido. – Se não fosse membro da sociedade, não teria conhecimento do tipo de notícia que dá. A senhora acha que ela é uma espécie de impostora, que espia através de janelas e escuta atrás de portas? ”

O livro não nos faz pensar somente no destino do duque e da Srta.Bridgerton. A história também tem suas incógnitas e enigmas, afinal de contas por que Simon não quer de maneira alguma se casar? Por que a ideia de ter filhos o deixa tão perturbado? E no fim das contas quem é a escritora misteriosa que aparentemente está em todos os lugares e sabe da vida de todos? Simon, tenta resistir de todas as formas aos encantos de Daphne, mas não será uma tarefa fácil.

“Experimentou outro sentimento também. Algo quente e terrível, e ao mesmo tempo exultante e maravilhoso. Era emoção, pura e absoluta, uma mistura bizarra de alivio, alegria, desejo e temor. E ele, que passara a maior parte da vida evitando sensações confusas, não tinha ideia de como agir em seguida. “

O duque e eu é o primeiro dos oito livros da série Os Bridgertons, da escritora Julia Quinn, lançado no Brasil pela editora Arqueiro. É importante ressaltar que a editora acertou em cheio na escolha da capa, realmente é muito bonita, convidativa, despertando um interesse ainda maior pelo livro.

Personagens cheios de humor, sarcasmo e inevitavelmente apaixonantes. Um romance que vai prender você logo nas primeiras páginas. A narrativa está na terceira pessoa, repleta de diálogos incríveis e divertidos que alternam entre um personagem e outro, que nos leva a compreender melhor os pensamentos e sentimentos de cada um deles.

“... estou apavorado. E morrendo de empolgação. E sentindo milhões de outras emoções que nunca me permiti sentir antes de encontrar você. “

Recomendo para todos aqueles que são fãs de romance de época e para aqueles que queiram começar a se aventurar nesse gênero.

Classificação


© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo