topo :)

29/06/2016

Resenha - Tempo Seco e Quando nasce um romance


Hey leitores!
Tudo bem com vocês?

Eu (Marcela) e a Vivi trouxemos hoje para vocês duas resenhas de dois livros nacionais de gêneros literários diferentes. Vamos conferir? 


Livro: Tempo Seco
Autora: Clara Arreguy
Editora: Geração Editorial
Ano: 2009
Páginas: 128
Skoob: 4/5

Sinopse: O livro “Tempo Seco”, da jornalista Clara Arreguy, é um romance de ficção com flashes do cotidiano, intermediado pelas histórias de taxistas, bons homens, gente que vive em Brasília e espera, sempre, por uma nova vida. Política, traição, violência e amizade, num só lugar.

Resenha: Com mais de 40 anos, solteira, sem filhos, Miriam resolveu sair de Belo Horizonte e vai morar em Brasília, deixando para trás sua família e uma desilusão amorosa. Sem perspectiva, sem sonhos e sem ilusões, ela inicia uma nova etapa.

“Miriam chegou assim, aos trancos e barrancos, a Brasília, para iniciar uma etapa de vida em que tinha muitas ilusões com grandes passos, grandes questões, grandes conquistas. ”

Independente, possui um bom emprego, é petista e não tem amigos na cidade, por isso sempre vai sozinha aos lugares. Não dirige por diversos motivos, isso faz com que Miriam vire uma utilizadora assídua do serviço de táxi. Com o tempo, ela acaba gerando uma proximidade maior com os taxistas. Sim! Exatamente! Os taxistas deixam de ser apenas prestadores de serviços, e tornam-se seus amigos.

“Vocês são meus anjos da guarda’, dizia ela sempre aos motoristas daquele ponto de táxi, que a haviam adotado desde que chegara à cidade. Eram vários, identificados pelo número junto a central de radio táxi – muitos ela conhecia pelo nome, alguns foram ficando amigos.”

Por causa do convívio, Miriam acaba por conhecê-los bem, sabe dos problemas que enfrentam no trabalho e na vida pessoal. Discutem os mais variados assuntos. Do clima ao assunto que está em alta, ou seja, política. Cada um com suas preferências partidárias, mas sempre respeitando a opinião do outro. Conforme avançamos na leitura, vamos descobrindo mais sobre a vida desses motoristas.

“Assim, seus melhores papos passaram a se dar com os motoristas que a conduziam, no sábado à noite, para o cinema, o teatro, uma festa, um shopping. Rodrigues, Seu João, Bené, a turma. Papos que iam longe, da política aos sentimentos de abandono. Da visão de mundo aos projetos de futuro. Papos chegados. Porque não?”

No entanto, a narrativa relata com mais riqueza de detalhes a vida de Nonato Rodrigues, ou Natinho, o amigo que Miriam tem mais afinidade. Vamos nos inteirar de toda sua trajetória, desde seu nascimento. Uma passagem pela sua vida, cheia de realizações, decepções, conquistas, fracassos, desamores e um acontecimento que o mudou para sempre.

Os capítulos do livro não possuem denominação específica e são bem curtos, a maior parte deles estão na terceira pessoa, mas alguns são na primeira, possuindo uma linguagem simples que facilita a compreensão da história.

A interação que o narrador tem com o leitor é muito interessante, fazendo perguntas que nos levam a refletir sobre tais situações. Em alguns momentos era como se eu estivesse lá, visualizando todos aqueles acontecimentos, ou melhor, como se eu estivesse dentro do táxi, junto com Miriam, ouvindo todos aqueles relatos.

“Razão ou fé? Razão ou emoção? Razão ou loucura? Razão, sempre razão. O contrário pode ser muita coisa boa – como fé e emoção –, mas muita ruim, como loucura ou irracional.”

Talvez a temática “política” possa gerar um certo receio quanto a leitura, já que o assunto sobre política em questões partidárias está bem presente no livro. Porém, é bastante atrativo vê o ponto de vista de cada personagem quanto a esse tema, despertando ainda mais o nosso interesse. Sem falar da capa, que é muito bonita, com cores vivas e bastante atrativas.

Um livro incrível, com relatos tão corriqueiros do nosso dia a dia, que somos incapazes de dizer se de fato é real ou não. A história de Rodrigues é bem cativante, pelo motivo de ser tão realista, nos levando a situações que pode acontecer com qualquer um.

Mas, o que me surpreendeu mesmo foi o final. Sério, não esperava que terminaria da forma como terminou. Quando cheguei ao fim da leitura, fiquei sem palavras e passei um bom tempo pensando sobre as últimas páginas.

“É Miriam, sua vida nesta nova cidade daria um livro igual àquele dos pensamentos mais profundos do governante que deixou seu Estado quebrado: todo em branco.”

Com todos esses aspectos, a leitura torna-se bastante prazerosa, mergulhei e me envolvi com o livro do início ao fim, recomendo, portanto, aos leitores mais “maduros”, que apreciam histórias reais e cativantes.

Classificação




Livro: Quando Nasce um Romance 
Autor: Röhrig C.
Editora: Creetespece
Ano: 2015
Páginas: 222
Skoob: 3/5

Sinopse: “O que você deseja nesta vida, você consegue – o segredo é aceitar.” QUANDO NASCE UM ROMANCE é uma novela que fala sobre o cotidiano de um escritor em crise; alcoólatra, confuso, sem perspectivas, vivendo em uma cidade do interior. A única coisa que tem é a convivência de amizades de aparências. Ele não consegue escrever. Está bloqueado e sem ideias para iniciar sua próxima história. Com seu cotidiano cheio de problemas aparentemente sem nenhuma história para contar, ele apenas mergulha em seu próprio mundo. Jeux, o personagem principal, tem um grupo de amigos intelectuais que se reúnem todas as noites para conversar na mesa de um bar de uma cidade que outrora viveu seu ápice e hoje vive de um passado inventado. Um grupo de fracassados que se apoiam em suas próprias mentiras e jogos dissimulados na ilusão de disfarçarem o vazio que sentem além suas existências medíocres e seguras. Numa determinada noite em que novamente vai ao encontro dos amigos no bar, Jeux conhece a jovem Isabella. Mal sabia ele que se apaixonaria tão logo captasse naquele olhar um misto de sensualidade e paixão que todo homem distraidamente busca em uma mulher. Cansado de relacionamentos sem sentido Jeux entrega-se a esta nova paixão recheada de mistério, perigo, encontros às escondidas e sexo. Nasce uma paixão, envolvente e confusa: diferença de idade, situação financeira, classe social, relacionamentos alternativos, o tempo em que cada um se encontra no mundo, tudo conspira contra eles. Ela com 21 anos, casada, universitária. Ele 33 anos, escritor alternativo e boêmio. O que os une é a necessidade de estarem juntos de forma intensa e transgressiva. 

Resenha: Quando Nasce um Romance nos conta a história do escritor, Jeux, um alcoólatra sem perspectiva, já que há anos tenta escrever algo, mas nunca consegue, pois acredita que precisa de uma “musa”. Sua vida está fadada a uma rotina viciosa que envolve beber até perder a consciência ou sair e ir encontrar seus poucos amigos em um bar, para contar sempre as mesmas histórias.
“Minha esperança seria uma musa, encontrar a mulher perfeita ou conhecer a história da mulher perfeita, um romance daqueles de marcar uma época. ”
Porém esse ciclo aos poucos é quebrado quando ele é apresentado por seus amigos, neste mesmo bar, a Isabella. Uma mulher jovem que está se formando em Letras e é casada com um homem que há muito tempo deixou de amar.
Ambos vêm em si mesmos uma forma de explorar “novos horizontes” e se divertirem nessa arriscada aventura, já que o marido dela é um policial (o que torna tudo ainda mais emocionante). Mesmo tendo poucos interesses em comum, surge entre eles uma necessidade pungente de estarem juntos. 
“-Você me ama? Senti uma dor, como se aquelas palavras esmagassem meu coração. Era isto então, eu estava amando. Estava apaixonado. ”
Ao mesmo tempo em que um novo sentimento nasce, Jeux começa a se vê capaz de iniciar uma verdadeira história, digna de ser publicada e lida.
Então gente, serei sincera com vocês, ao decorrer do livro notei que não me encaixava no público alvo da obra, mas antes de explicar melhor tenho que dizer que o gênero do livro é “undergroud”, ou seja, é uma história que foge dos padrões comerciais, do modismo, e etc, e acredito que seja por esse e alguns outros motivos que eu não consegui me deixar levar pelas páginas. Porém, não posso deixar de comentar o quanto o desfecho me surpreendeu e ao mesmo tempo me deixou revoltada, pois foi totalmente inesperado.
“A primeira coisa de que lembro é o tic-tac do relógio. No início parecia que vinha de longe... tic-tac, tic-tac...”
O livro que explora literalmente o subterrâneo (underground) da sociedade, o cenário apresenta um apartamento decadente, um bar super lotado de baixa qualidade, ruas escuras e personagens imperfeitos e fracassados.
“O futuro parecia algo nublado. Não conseguia achar uma saída. ”
Eu acredito também que a capa da primeira edição era muito mais encantadora do que a segunda, porém eu gostei das ilustrações que antecedem os capítulos, e a escrita do Röhrig é cômica, apesar do humor ser negro, e fluída; narrando a obra em primeira pessoa, o que eu aprecio bastante, pois assim temos esse contato direto com os pensamentos e emoções do personagem.
"-Isto é paixão, não é amor.
-Mas hoje para mim só existe você.
-Eu também me sinto assim, também te amo hoje. ”
Esse é um livro que aborda o amor sem toda aquela magia e glamour que encontramos nos livros de romance (principalmente nos de época e new adult), sendo assim então um livro direto e objetivo, que deve ser lido com a mente aberta, livre de restrições.
Recomendo para os leitores mais “maduros” que gostam de um romance cru e realista que a vida propõe a maioria das pessoas.

Classificação


2 comentários:

  1. Obrigada, Marcela, pela bela resenha. Parabéns pelo trabalho que vocês desenvolvem em prol do livro e da leitura.

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Fiquei curiosa pelo primeiro livro, na sua resenha o que deixou com vontade de ler foi quando vc disse que o final te surpreendeu, eu gosto quando isso acontece. Apesar do tema e enredo não terem chamado a minha atenção, eu quero saber o final.
    Já o segundo livro eu não sei se iria curtir tanto, apesar de gostar de romance, eu curto mais os de época. Mas talvez leria, por curiosidade.
    Adorei as dicas.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado pela seu visita, e pelo seu comentário.
Deixe o link do seu blog se você tiver, que irei seguir com maior prazer.
Deixe também o seu e-mail, que estarei respondendo o seu comentário.
Bjos

© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo