topo :)

23/08/2016

Resenha - Meio Rei


Hey leitores! Tudo bem com vocês? Hoje eu trouxe a resenha do livro Meio Rei, que é de um dos meus autores favoritos quando se trata do gênero fantasia!


Livro: Meio Rei
Autor: Joe Abercrombie
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Skoob: 5/5
Adquira o livro: aqui

Sinopse: “Uma construção de mundo grandiosa, personagens maravilhosos e cenas de ação extraordinárias... Meio rei é o meu livro favorito de Abercrombie, e isso quer dizer muita coisa.” – Patrick Rothfuss, autor de O nome do vento. “Assim como em todas as obras de Abercrombie, aqui a linha entre o bem e o mal é tênue e nada ocorre segundo as expectativas. Meio rei é definitivamente uma aventura com A maiúsculo.” – Rick Riordan, autor da série Percy Jackson e os Olimpianos. Ganhador do prêmio Locus, Meio rei foi considerado, em 2014, uma das 5 melhores obras de fantasia pelo The Washington Post e um dos 10 melhores livros para jovens pela Time. Jurei vingar a morte do meu pai. Posso até ser meio homem, mas sou capaz de fazer um juramento por inteiro. Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem. Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava. Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo.

Resenha: Meio Rei é o primeiro volume da trilogia Mar Despedaçado, que nos leva a conhecer primeiramente Yarvi, um jovem príncipe de Gettland que nasceu com uma deformidade na mão. E em um mundo onde ser incapaz de empunhar uma espada ou segurar um escudo torna você menos que um homem.

A história se inicia com Yarvi se preparando para ser Ministro (um homem que aconselha o rei), já que seu destino foi traçado desde cedo, com seu pai ainda no Trono Negro e seu irmão mais velho como sucessor, não resta muita escolha para um jovem como Yarvi, que cresceu sendo humilhado e desprezado por todos, até mesmo pela própria família.

“Eu não pedi para ter meia mão, retrucava Yarvi, encurralado onde se encontrava com frequência, no terreno estéril entre a vergonha e a fúria.
Eu não pedi para ter meio filho. ”

Porém pouco antes do teste final, Yarvi recebe a notícia de que seu pai e irmão foram assassinados pelo pior inimigo de Gettland, Grom-gil-Gorm, rei de Vansterland. Então, de um segundo para outro, Yarvi tem o Círculo do Rei sobre a cabeça e um juramento para cumprir.

“-Eu, Yarvi, filho de Uthrik e Laithlin, rei de Gettland, faço um juramento! Faço um juramento solar e um juramento lunar. [...] Que meu irmão, meu pai e meus ancestrais enterrados aqui sejam testemunhas. Que Aquele que Vigia e Aquela Que Escreve sejam testemunhas. Que todos sejam testemunhas. Que isso sempre me acorrente e me aguilhoe. Eu me vingarei dos assassinos do meu pai e do meu irmão. Eu juro!”

A partir daí o novo (e despreparado) rei embarca numa viagem pelo Mar Despedaçado, rumo à guerra e a vingança. Mas tudo muda quando ele cai em uma armadilha e é traído pelas pessoas que mais confiava.

“Era estranha a rapidez que um rei podia se tornar um animal. Ou como meio rei podia virar meio animal. Talvez até os que nós alçamos aos postos mais altos jamais se elevem muito acima da lama.”

Yarvi acaba sendo vendido como escravo pelo seu odioso inimigo, Grom-gil-Gorm (no momento, ele não sabia quem Yarvi era), e é comprado pelos subordinados da capitã do navio Vento Sul, a arrogante EbdelAricShadikshirram. (E sim, todos os nomes em sua maioria são grandes e complicados neste enredo).

No navio, Yarvi precisa remar e sobreviver. A bordo, ele faz estranhas amizades e conquista improváveis aliados (sendo o Nada um dos melhores!),enquanto planeja sua fuga e retorno ao Trono Negro, pois Yarvi pode até ser considerado meio homem, mas acredita ser capaz de cumprir um juramento por inteiro.

“Ele não iria se vingar nem recuperaria o trono se ficasse amarrado a um remo e acorrentado a um barco, isso estava claro. Precisava se libertar. ”

O livro é dividido em quatro partes, cada qual com um título que nos dá uma ideia do que o personagem irá enfrentar nas próximas páginas. Meio Rei não é a primeira obra que leio do autor Joe Abercrombie, que me conquistou logo quando li a trilogia A Primeira Lei (também é publicada pela Arqueiro no Brasil), então estou bem familiarizada com a escrita dele. E nessa história ele não me decepcionou, a narrativa é feita na terceira pessoa com cenários e lutas bem descritas numa linguagem fácil e fluida que nos transporta ao mundo medieval que seus livros do gênero fantasia fantástica prometem.

Yarvi havia enganado a Morte meia dúzia de vezes nas últimas semanas, mas não importa quanto você seja forte ou inteligente, não importa que os deuses lhe favoreçam no clima e nas armas, ninguém pode enganá-la para sempre.”

Gostei da capa, apesar de achar a original muito mais bonita e casada com o livro. Yarvi é um personagem de mente ágil e coração generoso, que me impressionou durante a leitura, pois ele foi capaz de amadurecer e se adaptar as transformações que o destino lhe preparou. Algo que eu gosto muito nos personagens dos livros do Abercrombie é o quanto a linha entre o bem e o mal é tênue, e como é grandioso o mundo que ele cria, com uma nova religião e cultura, esse livro em especial veio com um mapa fantástico!

“–Conversas só geram problemas. –Nada levantou a espada. –O aço é sempre  resposta.  –Ele a girou, de modo que a lâmina captou a luz e dançou vermelha, branca, amarela e com todas as cores do fogo. –O aço não elogia nem faz acordos. O aço não mente.”

Meio Rei é um livro excepcional, e eu não vejo a hora de ler os outros da trilogia. O segundo volume é intitulado como Meio Mundo, e terá Yarvi como protagonista secundário.

“–A Morte espera por todos nós.” –Nada.

Recomendo para os leitores que gostam de literatura fantástica e surpresas ao longo das páginas.

Classificação


3 comentários:

  1. Oie, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro/autor, mas fiquei super interessada por conta da sua empolgação na resenha. Só fiquei triste porque os nomes são super grandes e eu tenho dificuldade em decorar nomes de personagens :( Mas isso não seria um impeditivo para eu deixar de realizar a leitura dessa obra.
    Infelizmente, até hoje existe certo preconceito com quem nasce com deficiência, e isso me deixa super chateada :| Mas fiquei curiosa para saber como Yarvi (escrevi certo?!) vai se sair nessa aventura (e espero que ele tenha o reconhecimento que merece).

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha só me deixou ainda mais empolgada pela leitura. Eu adoro este tipo de fantasia, e é muito bom saber que o autor soube desenvolver bem a trama. Tem cara de ser uma leitura muiiiito boa! Estou ansiosa para conferir essa trilogia.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcela!
    Não estou muito familiarizada com a literatura fantástica, então isso já me dá um certo bloqueio com esse livro . Mas como você diz que é uma leitura fluida, talvez eu dê uma chance a ele.
    Beijo

    ResponderExcluir

Obrigado pela seu visita, e pelo seu comentário.
Deixe o link do seu blog se você tiver, que irei seguir com maior prazer.
Deixe também o seu e-mail, que estarei respondendo o seu comentário.
Bjos

© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo