topo :)

06/06/2017

Resenha - Uma Noite Como Esta

Olá leitores! Como estão?
Bem, hoje eu apresento a vocês mais um romance de época da nossa maravilhosa Julia Quinn, Uma Noite Como Esta, da série Quarteto Smythe-Smith.


Livro: Uma Noite como Esta
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 272
Skoob: 5/5
Adquira o livro: aqui
Sinopse:  Daniel Smythe-Smith passou três anos exilado na Itália depois de um duelo com seu amigo, o gênio matemático Hugh Prentice, e quase o fez perder uma perna. Com isso o pai de Hugh, Lorde Ramsgate, o ameaçou dizendo que se ele não saísse do país seria morto, mas um dia ele recebe a visita de seu amigo, que o libera para voltar à Inglaterra...Ele volta justamente no dia da apresentação do Quarteto, mas encontra uma pessoa diferente ao piano (já que sua prima Sarah fingiu estar doente para não participar, Anne Wynter, a governanta das irmãs dela a substituiu), ao olhar para ela, ele fica encantado e, ao final da tortura apresentação ele corre para encontrá-la. Ao vê-la, não resiste e a beija, mesmo sem conhecê-la direito e ela, depois de um tempo escapa dele e se esconde. Por falar em se esconder, Anne Wynter (ou melhor, Annelise Shawcross) esconde seu passado de todos, pois ela teve que se afastar de sua família, após ser enganada e humilhada por seu amado, que prometeu se casar com ela, sendo que na verdade já estava comprometido com uma mulher mais rica. Além de ter perdido a virgindade, o que já era terrível, ainda leva toda a culpa pelo que aconteceu, e por isso, ela não pode mais ter contato com a família e ela é levada para viver como governanta numa residência na Ilha de Man. Depois de um tempo, Anne foi contratada para cuidar das meninas Pleinsworth, primas de Daniel. E apesar da tentativa de manter seu passado oculto, a Lady Pleinsworth desconfiava que ela era de origem nobre e tinha motivos para negar sua criação.Daniel, ao saber que Anne é a governanta de suas primas, resolve ir sempre à casa Pleinsworth sob o pretexto de vê-las, e sempre ia passear com elas, porque sabia que ela iria junto. E, com isso eles vão ficando cada vez mais apaixonados, mesmo que ela não adimita. Mas, o que ele não sabe, é que os segredos de Anne, vão além do tipo de criação que teve, e que agora, mais do que nunca, precisará conhecer o seu passado, pois ambos estão correndo perigo, e, desta vez, não tem nada a ver com o Lorde Ramsgate ou o duelo.

Resenha: Confesso que após ter lido Simplesmente o Paraíso (que é simplesmente maravilhoso), não quis esperar nem um segundo a mais para ler o próximo livro. Obvio que fiquei ainda mais apaixonada pela família Smythe-Smith.

Daniel Smythe-Smith é um conde que é bastante conhecido por ter baleado o seu até então amigo, Hugh Prentice, em um duelo. Por esse motivo, ele teve que viver três anos fora do país com medo de ser assassinado pelos homens de Prentice. Porém, Daniel recebe uma carta de Hugh prometendo que não lhe faria mal algum caso ele quisesse voltar a Londres. Tendo essa promessa como garantia, ele retorna para casa exatamente no dia do tradicional concerto musical da família Smythe-Smith

Quando ele olha para o palco percebe que uma das damas não é sua prima. Intrigado com a presença da moça, Daniel se compromete a descobrir quem era aquela mulher, que por sinal tinha uma beleza inigualável. Mas, toda essa investigação é deixada de lado quando ele presencia uma cena que a princípio não é de bom grado aos seus olhos. Após uma grande e desnecessária confusão, tudo fica muito bem esclarecido, e para a surpresa do Conde, quem cuida de deus ferimentos é a misteriosa dama que a pouco tinha visto tocar e que o tinha deixado bastante intrigado. Ficou curioso para saber quem é essa mulher que tanto perturbou nosso lindo Daniel? Então vamos lá!

Anne Wynter é uma jovem que possui muitos segredos e muitos motivos para ter medo, quando se dá conta do homem lhe espiando por trás da cortina seu coração parecia que a qualquer instante saltaria pela boca, e naquele momento ela temeu por sua vida. Depois de tudo que fez para não ser encontrada, tanto tempo se escondendo e fazendo o impossível para não chamar atenção, parecia ter sido inútil, a vingança de um homem do seu passado de seu passado havia chegado.

"Daniel virou-se mais uma vez para a Srta. Wynter. Ela parecia tão terrivelmente correta, sentada na cadeira em sua postura perfeita. Os cabelos escuros estavam presos para trás no coque obrigatório, todas as mechas firmes no lugar. Não havia nada nela que fosse nem de longe fora do comum, e ainda assim... Ela era radiante. Aos olhos dele, pelo menos. Provavelmente aos olhos de todos os homens da Inglaterra."

Desesperada, ela tenta sair discretamente da casa, mas é impedida pelo homem que a observava, e que ainda por cima lhe dá um beijo com toda a intimidade que tem direito. De repente, é abandonada como se nada tivesse acontecido, em seguida ela ouve barulhos que parecem ser de uma briga e fica aguarda o minuto certo para escapar. Depois de perceber todo um silêncio, ela sai e encontra aquele homem misterioso jogado no chão. Sem entender muito bem o motivo, ela não consegue deixá-lo naquele estado e decide cuidar dele.

Anne vai até rapaz e fica pasma ao descobrir que aquele homem era ninguém menos que Daniel Smyth-Smith, o primo de suas protegidas. Ciente de que aquela aproximação dos dois não era adequada, ela decide encerrar tudo aquilo. Entretanto, para nossa felicidade, e creio que para a dela também, o conde Smythe-Smith não se mostra muito disposto a deixa-la livre tão facilmente.

 “ - Não ficarei satisfeito com nada menos do que tudo – sussurrou Daniel – Temo que você cá ter que se casar comigo.”


Bem, neste livro podemos entender bem a frase “as pessoas nem sempre são o que aparentam”, Anne Wynter guarda um segredo sobre o seu passado, algo bastante forte, pois a fez sair da casa aos 16 anos, iniciar uma nova vida, com um novo nome e retirar tudo aquilo que pudesse ligar Anne ao seu passado. O que será em gente?

Simplesmente o Paraíso é simplesmente maravilhoso e insubstituível? Com toda certeza, sim. Mas via me dizer que você não louco para saber o desenrolar dessa história que começa só com uma troca de olhares de deixar qualquer um sem estrutura.

“A paixão ganhou vida dentro dele e Daniel puxou-a par aperto, deleitando-se com a pressão suave do corpo da jovem junto ao seu.”

Outro ponto positivo para esse romance é que, diferente das outras histórias onde as mocinhas fazem de tudo para ficar com amor da sua vida, neste livro acontece o inverso. Mais um motivo para você se render a essa série.

“Eu a desejo com um fervor que abala a minha alma. Não tenho ideia de por que a desejo, mas foi o que senti no instante em que a vi no plano, e isso só aumentou desde então.”


Depois de passar tanto tempo longe de casa, tudo que Daniel quer é retorna a Londres e aproveitar o tempo ao lado de sua família, resgatar tudo o que foi perdido e cumprir o seu dever de “homem da casa”. Mas, como nem tudo é do jeito que desejamos, esse plano dele é completamente desestruturado no momento em que se apaixona pela bela e jovem governanta. E como tudo nessa vida tem que lutar para conseguir, Daniel vai ter que se esforçar para conquistar essa mulher extremamente reservada, que resiste aos próprios sentimentos.

“Não devia desejar coisas que estavam fora do seu alcance. Não podia fazer isso. Já tentara uma vez e ainda pagava o preço.”


Em Uma Noite Como Esta somos cativados por todo esse jogo de sedução onde a dama resiste bravamente para não ceder aos encantos do rapaz, mas também somos pegos pelo mistério de Anne. Todo esse suspense é fantástico, pois deu um ápice a mais ao livro.

Bem meus queridos, é notável toda a maestria de Julia Quinn, para quem leu outros títulos da autora pode pensar que irá se deparar com algo corriqueiro, mas é aí que você se engana. Quinn tem o poder de nos envolver a cada livro, nos fazendo reféns dessas beldades. Ela consegue desenvolver seus personagens de uma forma tão perfeita, que é impossível não querer bater um papo com esta autora sensacional, ou ao menos ser adotada por ela (por que não? #ficaadica kkk)

Particularmente eu prefiro a capa do primeiro livro, todavia, não desmereço em momento algum a capa do vol. 2, é linda, com cores marcantes, com uma nobreza sem igual e uma sutileza inigualável. Posso até declarar com toda a propriedade que não possui defeitos, foi tudo milimetricamente pensado. Mais um ponto para o meu xodozinho chamado Arqueiro.

Após todos esses comentários, é mais do que óbvio que amei Uma Noite Como Esta, apenas inquieta e ansiosa dar continuidade a essa série. Super recomendo,


2 comentários:

  1. Oie
    Este foi o meu preferido desta série, amei o contexto da história.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Kelly do céu!

    Você andava meio sumida. Eu adoro as tuas resenhas, toda semana apareço aqui no blog pra conferir se há novidades. Quando não há, acabo lendo resenhas antigas. Esse resenha daqui já li umas seis vezes. Me interesse nesse livro, embora não goste tanto de romances de época, mas tuas resenhas tem um poder de despertar na gente a maior curiosidade pelos livros. Sou fã do teu trabalho, você é daquelas blogueiras que eu admiro pacas o trabalho que faz.

    Jamais desista do blog. Você faz um trabalho incrível pra nossa literatura.

    Um abraço deste leitor fiel, dieison, do Rio Grande do Sul.

    ResponderExcluir

Obrigado pela seu visita, e pelo seu comentário.
Deixe o link do seu blog se você tiver, que irei seguir com maior prazer.
Deixe também o seu e-mail, que estarei respondendo o seu comentário.
Bjos

© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo