topo :)

29/08/2018

Resenha - As coisas que fazemos por amor


Olá meus amores...Tudo bem com vocês? Estão tendo chuvas de resenhas né?! Rs..
Confiram a resenha de hoje.

Livro: As coisas que fazemos por amor
Autora: Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 352
Skoob: 5/5

Sinopse: “Kristin Hannah captura a felicidade e o sofrimento de uma família e prova mais uma vez por que é a estrela dos romances.” – Booklist “Este livro maravilhoso é um exemplo clássico das histórias tocantes e provocativas que são a especialidade de Kristin Hannah. A ternura e as complexidades dos personagens mexem com o nosso coração.” – Romantic Times. Caçula de três irmãs, Angela DeSaria já tinha traçado sua vida desde pequena: escola, faculdade, casamento, maternidade. Porém, depois de anos tentando engravidar, o relacionamento com o marido não resistiu, soterrado pelo peso dos sonhos não realizados. Após o divórcio, Angie volta a morar na sua cidade natal e retorna ao seio da família carinhosa e meio doida. Em West End, onde a vida vai e vem ao sabor das marés, ela conhece a garota que mudará a sua vida para sempre. Lauren Ribido é uma adolescente estudiosa, bem-educada e trabalhadora. Apesar de morar em uma das áreas mais decadentes da cidade com a mãe alcoólatra e negligente, a menina sonha cursar uma boa faculdade e ter um futuro melhor. Desde o primeiro momento, Angie enxerga em Lauren algo especial e, rapidamente, uma forte conexão se forma: uma mulher que deseja um filho, uma menina que anseia pelo amor materno. Porém, nada poderia preparar as duas para a repercussão do relacionamento delas. Numa reviravolta dramática, Angie e Lauren serão testadas de forma extrema e, juntas, embarcarão em uma jornada tocante em busca do verdadeiro significado de família.

Resenha: Mais um Livro da Kristin Hannah cheio de lições de vida para nos proporcionar. 

Neste livro conhecemos a história de Angie, uma mulher sofrida mas cheia de sonhos e o seu maior sonho é ser mãe.  Embora seja uma mulher de sucesso e cheia de garra para vencer, Angie se sente derrotada pelo falo de não conseguir ter filho. Por esta razão o seu casamento foi para o ralo.

Depois do divórcio Angie decide voltar para a casa onde se encontra a sua família. Seu pai morreu algum tempo e a mãe vem tentando reerguer o antigo restaurante no qual todos trabalharam por muito tempo. Angie tenta mudar tudo e fazer com que o restaurante cresça novamente (mesmo sem a concordância da mãe que insiste em manter a tradição do pai).

Com a reinauguração do restaurante e com o movimento aumentando, Angie precisa contratar uma garçonete para ajudar no atendimento do restaurante. Em meio a tantas idas e vindas da vida Angie conhece Lauren uma jovem terminando o Ensino Médio e com um enorme sonho de ingressar na Faculdade.

Lauren é uma jovem muito sofrida com uma vida muito difícil e conturbada com a mãe. Lauren não sabe o que é um amor materno, um amor familiar. O único amor que Lauren conhece é o que ela sente pelo seu namorado. Ela começa a trabalhar no restaurante e vê que ali existe uma família de verdade, uma família no qual ela sempre sonhou.

“Desejou poder chorar da mesma forma que antes. Com lágrimas que significavam esperança, como percebia agora. Quando os olhos secam, é porque não resta mais nada.”

Enquanto trabalha no restaurante e estuda, Lauren leva uma vida muito difícil com a sua mãe que é uma alcoólatra e vive pelos cantos da casa se lamentando e gastando dinheiro com bebidas enquanto a filha batalha para pagar o aluguel e colocar comida dentro de casa.

“O coração partido se cura. Como qualquer ferimento, fica uma cicatriz, uma lembrança, porém esmaecida.”

‘-Então o que está me dizendo é a velha resposta de que “o tempo cura todas as feridas”, não é?”

Em meio a tantas coisas acontecendo na vida de Lauren, para piorar ela engravida do seu namorado. Desesperada e pensando em contar com o apoio da mãe, leva uma surpresa quando a mãe sai de casa para ir embora com um novo namorado e a abandona. Lauren encontra abrigo na família de Angie no qual a recebe de braços abertos.

“Deixou o ar sair com força. Sentiu-se tola por ter acreditado que as coisas seriam diferentes ali. Por que seriam? Lembranças não viviam nas ruas ou nas cidades. Fluíam com o sangue, pulsavam com as batidas do coração. Ela carregava todas consigo, cada perda e tristeza. O peso delas era tamanho que a deixava encurvada, exausta.”

Gosto muito da escrita da autora e acho incrível como que ela consegue transformar as história de seus livros como se fossem fatos reais. A leitura é doce e dinâmica a cada pagina que você passa.  Infelizmente a vida nos prepara muitas surpresas, e da mesma forma que é na vida real, a autora nos mostra em cada página escrita no livro.

Sou suspeita para falar dos seus livros, pois ainda não li nenhum dela que não gostasse, e esse não foi diferente a leitura. Indico esse livro de olhos fechados para quem curte uma histórias familiar de muito amor e carinho.

“As mais longas jornadas começam com um primeiro passo, não é?”

Sem contar que acho essa capa linda, tem um toque de delicadeza e me lembra muito uma história de muito amor que realmente é. Se pararmos para pensar fazemos muitas coisas por amor. Renunciar é um ato de amor, perdoar é um ato de amor, sofrer muitas das vezes também é um ato de amor. Afinal fazemos muitas coisas por amor.

“O amor pode nos ajudar a passar por dificuldades. Mas também pode ser o motivo dessas dificuldades.”
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela seu visita, e pelo seu comentário.
Deixe o link do seu blog se você tiver, que irei seguir com maior prazer.
Deixe também o seu e-mail, que estarei respondendo o seu comentário.
Bjos

© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo