topo :)

19/03/2017

O que falta para você escolher a sua vida?

Oi pessoal, tudo bem? Vou compartilhar com vocês um lançamento da Sextante muito interessante que gostei muito. Confiram!!


Beijos pessoal 

16/03/2017

Resenha - Simplesmente o Paraíso

Olá leitores!Como vocês estão? 
Hoje trago a resenha de Simplesmente o Paraíso, primeiro livro do Quarteto Smythe-Smith, escrito pela maravilhosa Julia Quinn.

Livro: Simplesmente Paraíso
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 272
Skoob: 5/5
Adquira o livro: aqui

Sinopse: Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido. Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida. Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Italia. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado. Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família. Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente

Resenha: Se você já leu a série Os Bridgertons, com certeza se lembrará das vezes em que nossos queridos personagens tiveram que marcar presença no tradicional Concerto das Smythe-Smiths. Pois é, nessa nova série de Julia Quinn vamos conhecer as musicistas (se é que podem ser consideras assim) da família Smythe-Smith. Jovens solteiras que todo ano tem a dura missão de encarar uma plateia e tocar (ou pelo menos tentar tocar) para quem estivesse disposto a ouvir tal horror, pois nesse caso eu não sei se era mais difícil para elas ou para quem iria ouvi-las.

“O recital anual da Smythe-Smiths nunca era um bom momento para conhecer um cavalheiro, a menos que ele fosse surdo.”

Honoria Smythe-Smith é uma jovem sensível, carinhosa, dedicada a família e dona de um bom humor sem igual. Ela faz parte do quarteto musical da família, apesar de não possuir talento algum (e quando digo isto não estou sendo exagerada, ela realmente não possui o dom para música). Aparentemente ela não se importa com isso, acha divertido participar do concerto e manter a tradição familiar, e ainda possui a vantagem de passar um tempo com suas primas.

“Por alguma razão, Honoria nunca levou o constrangimento das apresentações para o lado pessoal e era capaz de manter um sorriso no rosto o tempo todo. E, quando tocava o arco de seu instrumento, o fazia com gosto. Afinal, a família assistia a ela e aqueles momentos significavam muito para eles.”

Marcus Holroyd é um homem reservado, discreto e que não suporta o fato de ser o centro das atenções. Mas além disso há algo que Marcus odeia com todas as suas forças, a exaustiva temporada social que ocorre nos altos círculos da sociedade londrina. Ele simplesmente detesta todos aqueles bailes, aquelas pessoas aglomeradas em um determinado espaço dividindo um calor infernal, e principalmente as mães casamenteiras, falando sobre o quanto suas filhas são adoráveis.

Os dois se conheceram ainda criança, Marcus se tornou o melhor amigo de Daniel, irmão mais velho de Honoria, ela sempre quis estar junto a eles, mas como era menina e alguns anos mais nova, jamais fora aceita pelos dois. Mesmo sendo desprezada e ignorada ela continuava a acompanhá-los, por esse motivo ganhou um apelido nem um pouco desvanecido, “carrapato”. 

O tempo foi passando e a época de infância ficou para trás, neste momento Honoria é uma dama de 21 anos que está em busca de um marido. Entretanto, não está buscando casamento pelos mesmos motivos que as primas, que seria se livrar da apresentação anual do concerto da família. O que ela realmente almeja é alguém que possa amar, cuidar e constituir uma família grande e alegre. Só que há um problema bastante curioso, os homens que aparentavam possuir interesse e a cortejavam, desapareciam inexplicavelmente, não a procuravam mais, como se o interesse tivesse acabado do dia para noite. Mas ela teve uma ideia e estava bastante convencida de que obteria sucesso.

“A situação dela não era muito diferente da maioria das amigas. Não era a única jovem ansiando por casamento. Porém, Honoria não estava procurando um marido apenas para admirar a aliança no dedo ou para se regozijar com seu status de jovem matriarca elegante. Queria uma casa que fosse sua. Uma família.”

Algo grave faz com que Daniel tenha que deixar o país imediatamente, antes de partir fez com que Marcus prometesse que cuidaria de sua irmã e que não deixaria ela se casar com qualquer um. Essa tarefa não seria fácil, já que Honoria sempre foi super determinada e essa característica ficou mais forte com o passar do tempo, ela estava muito segura de que seu plano de capturar um marido seria bastante eficaz.

O que Marcus não esperava (e provavelmente Honoria também não), é que ele acabaria sendo vítima da armadilha para fisgar um marido, por causa disso, Marcus se vê em um estado de adoecimento gravíssimo. Como se fosse uma ordem do destino, ele acaba sendo cuidado por Honoria, e o que era para ser uma ajuda ao amigo, acaba se tornado uma linda, improvável e divertida história de amor.

“Precisava beijá-la. Tinha que fazer isso. Era tão básico e elementar quando sua respiração, seu sangue, sua alma.E quando a beijou...A terra parou de girar.”

Honoria e Marcus são aqueles amigos que podem passar anos sem se encontrar, mas quando estão juntos conseguem conversar com a mais perfeita naturalidade do mundo, sem precisar de cerimonia ou cordialidade, podem apenas ser quem realmente são. Esse é um ponto bastante forte na qual me identifiquei, e acredito que todos que irão ler esse livro vão se identificar, pois todos nós temos ou já tivemos aquela pessoa que nos deixa superconfortáveis mesmo que não vejamos ela com frequência. 

Então, ergueu os olhos para Marcus e sorriu de novo. Por um momento, sentia-se ela mesma outra vez, como a moça que fora apenas alguns anos antes, quando o mundo se estendia à sua frente, uma esfera cintilante repleta de promessas. Nem se dera conta de que sentia falta daquela sensação de pertencimento, de estar no lugar certo, com alguém que a conhecia plenamente e, ainda assim, achava que valia a pena rir com ela.”

Julia Quinn realmente me surpreendeu, quando selecionamos um romance de época para ler já temos basicamente a ideia de como será o desenrolar da trama, porém, Simplesmente o Paraíso vem para nos mostrar que ainda há muito a ser explorado quando se trata de romance do século XIX. A cada capitulo, ou melhor, a cada página minha curiosidade se tornava cada vez maior, minhas dúvidas só tendiam a aumentar, por inúmeras vezes me questionei sobre o futuro dos personagens e a pergunta “será que haverá um final feliz? ” chegou a martelar diversas vezes em minha mente.

Simplesmente o Paraíso é um clichê? Sim. Entretanto, o desenvolvimento da história é feito de forma tão afetuosa que é impossível não suspirar e se apaixonar por cada detalhe que a autora viabiliza. É algo tão sincero e autêntico que cheguei a sentir a raiva e a dor de Marcus; a alegria, paixão e decepção de Honoria. Realmente foi possível viver tudo que os personagens estavam passando. A autora ainda nos dá a oportunidade de ver o ponto de vista de Honoria e Marcus para a mesma situação, é algo realmente maravilhoso.

“- Eu estava pensando que este momento é simplesmente o paraíso.- O paraíso não poderia se comparar a este momento.”

No decorrer do livro temos o privilégio de nos deparar com alguns personagens bastantes conhecidos, como Colin e Gregory Bridgerton; Felicity Featherington e sua mãe tagarela, sempre em busca de um bom partido para sua filha. Outro ponto bastante visível é o sarcasmo não só dos personagens principais, todos são bastantes irônicos, isso torna tudo bem mais engraçado, pois os comentários que são feitos pelos personagens são realmente hilários.

Seria um insulto da minha parte escrever sobre esse livro e não falar desta capa incrivelmente linda e maravilhosa. Posso afirmar com toda certeza que é a capa de romance de época mais linda que já vi, tudo nela é perfeito. As cores, os formatos, as curvas, o nome da autora em alto-relevo, enfim, é bastante complicado explicar a perfeição. Não consigo declarar muito sobre essa capa, sou apenas capaz de admirá-la, por horas e horas.


Por fim posso dizer que Simplesmente o Paraíso é um livro fascinante e que tem poder de aquecer nossos corações. Se eu fosse você não esperaria nem mais um segundo para começar a se deliciar com esse romance surpreendentemente sedutor, porque eu mal posso esperar para ler o próximo volume e saber o que Julia Quinn tem preparado para certos personagens que foram apresentados a nós.

Recomendo a todos que estão em busca de novas emoções e querem descobrir o quanto uma história de amor pode ser intensa e envolvente.

13/03/2017

Resenha - Carolina se Apaixona

Oi pessoal, tudo bem? Depois de um tempo hoje trago uma resenha para vocês.

Livro: Carolina se Apaixona 
Autor: Frederico Moccia
Editora: Planeta
Ano: 2012
Páginas: 400
Skoob: 1/5
Sinopse: Carolina tem catorze anos de idade. Vive um momento mágico em sua vida. As amigas, sempre por perto. E os sonhos, quantos sonhos! E há os primeiros beijos roubados no escurinho do portão. E sempre aquela música que surge no momento certo. Festas, escola, brincadeiras, mas também existem as provas e outras coisas de gente grande. A avó é maravilhosa e sabe enxergá-la bem longe, lá no fundo de sua alma. Sobre o amor? O que se sabe? O que se vive? Como é realmente o amor? Talvez ele tenha os olhos de Massimiliano? O amor é aquilo? Quem sabe... Mas Carolina perdeu o celular, e com ele tudo o que sabia sobre o rapaz. Mesmo assim, ela não tem dúvidas de que conseguirá reencontrá-lo. Enquanto isso, sonha chegar bem perto da nuvens. E a vida transcorre sem preocupações. Entre as aventuras de cada dia e as sombras do convívio familiar não paira nem de longe a suspeita e a desconfiança. O seu coração está sempre acelerado a cada afeto que se abre e se transforma em esperança pelo futuro. E há uma estrada infinita diante dela que convida a seguir caminhos desconhecidos. Carolina está pronta para ser feliz.

Resenha: Carolina é uma adolescente que está prestes a fazer 14 anos e está na faze de muitas descobertas, paixões e mentiras. Ela tem duas amigas inseparáveis, Clod e Alis. Como a única preocupação de um adolescente hoje é ir para a escola, ser popular e conquistar garotos populares, a vida deles se resumem basicamente só nisso.

Confesso que li esse livro pensando que seria um livro maravilhoso com uma história linda de amor. Me enganei FEIO!! O livro tem uma narrativa muito diferente, ele é como se fosse um diário da Carolina no qual ela conta sobre o ano que passou até chegar o momento em que ela está prestes a tomar uma decisão importante.

Carolina reclama de TUDO. Reclama do pai que não a deixa sair, reclama da sua vida amorosa, reclama da sua mãe. Até que o seu foco muda e ela conhece um carinha e as circunstâncias fazem com que ela perca o único contato dele. Nesse meio tempo acontecem outras paixões que mexem com o seu coração e por aí vai.

Não gostei do livro. Infelizmente! Acho muito difícil escrever uma resenha negativa, pois temos que tomar muito cuidado nas palavras, até porque sei de pessoas que adoraram o livro. Sinto muito pessoal! Para mim não deu. O autor colocou situações na vida de uma personagem adolescente de apenas 14 anos, como se ela já tivesse mais de 20. Na minha opinião esse livro incentiva muito os adolescentes a fazerem coisas erradas que não condizem com a idade que eles têm.

O foco da paixão quase não é citado e a personagem passa mais tempo aprontando do que se apaixonando. Sem contar que a narrativa é péssima. Muito cansativa, lenta e sem nada de interessante na história.

Não indico esse livro para ninguém. Mas talvez você possa gostar. Simplesmente eu NÃO gostei. Acredito que esta será a resenha mais curta que já escrevi na vida, mas prefiro não me prolongar muito pois só o fato de expressar que eu não gostei do livro já diz tudo. Então, não tenho o que falar.



Por hoje é só pessoal.
Beijos 

11/03/2017

Making the cover - O sol também é uma estrela!!

Oi seus lindos, tudo bem? Hoje trago uma coluna aqui no blog que já tem um tempo que não posto. Book Trailer (Making the cover). Acho incrível a forma que eles são criados para mostrar os lançamentos dos livros. E o livro escolhido de hoje é "O sol também é uma estrela" da nossa Editora parceira Arqueiro. Vamos conferir??



             


Gostaram? Deixem aqui nos comentários.

Beijos :)

10/03/2017

O Maior Clássico de Nicholas Sparks!!

Olá meus amores, tudo bem? Quem aqui é fã do tio Nicholas? Eu confesso que tenho uma relação de amor e ódio com os livros dele. Mas esse livro que vou mostrar para vocês eu tenho muita vontade de ler, Confiram!!



Gostaram? Eu amei!!! 

Beijos :)

09/03/2017

Dieta Espiritual Editora Sextante!!

Olá meus amores tudo bem? Hoje mostro para vocês um lançamento incrível da Editora Sextante. Confiram!!!



Beijos pessoal :)

06/03/2017

Lançamentos Março Editora Arqueiro e Sextante # 40

Oie..tudo bem pessoal? Vamos conferir o que vem por ai??




Sinopse: Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história. Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois. O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?


Sinopse: Norte da África, Segunda Guerra Mundial. As tropas britânicas na região estão sofrendo perdas significativas. Não há dúvidas de que alguém está informando o inimigo sobre os movimentos e planos estratégicos do exército britânico. O espião é conhecido por seus compatriotas alemães como Esfinge, mas para todos os outros é o empresário europeu Alex Wolff. Após cruzar o deserto, ele chega ao Cairo, no Egito, munido de um rádio, uma lâmina letal e um exemplar do livro Rebecca, de Daphne du Maurier. Violento e implacável, ele está disposto a tudo para cumprir a missão que recebeu. Para isso, conta com a ajuda de uma dançarina do ventre tão inescrupulosa quanto ele. O único homem capaz de detê-lo é William Vandam, oficial da inteligência britânica que precisa desvendar o enigma do Esfinge para interromper o avanço dos nazistas. Ao mesmo tempo que os alemães chegam cada vez mais perto da vitória final, Vandam também se aproxima de seu adversário, da chave que revela o código escondido no livro – e do combate mortal...


Sinopse: A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca. Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra. Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa, Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade. Em Irmãos de Sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.


Sinopse: Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, "Quando a Bela domou a Fera" é uma releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas. No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?


Sinopse: Desde pequeno, Ganoes Paran decidiu trocar os privilégios da nobreza malazana por uma vida a serviço do exército imperial. O que o jovem capitão não sabia, porém, era que seu destino acabaria entrelaçado aos desígnios dos deuses, e que ele seria praticamente arremessado ao centro de um dos maiores conflitos que o Império Malazano já tinha visto. Paran é enviado a Darujhistan, a última entre as Cidades Livres de ­Genabackis, onde deve assumir o comando dos Queimadores de Pontes, um lendário esquadrão de elite. O local ainda resiste à ocupação malazana e é a joia cobiçada pela imperatriz Laseen, que não está disposta a estancar o derramamento de sangue enquanto não conquistá-lo. Porém, em pouco tempo fica claro que essa não será uma campanha militar comum: na Cidade do Fogo Azul não está em jogo apenas o futuro do Império Malazano, mas estão envolvidos também deuses ancestrais, criaturas das sombras e uma magia de poder inimaginável. Em Jardins da lua, Steven Erikson nos apresenta um universo com­plexo de cenários estonteantes e ações vertiginosas que mostram por que esta é considerada uma das maiores sagas épicas.




Sinopse: E se tudo o que você sempre pensou saber a respeito das árvores estivesse errado? E se, apesar de tão diferentes de nós, descobríssemos que elas compartilham diversas características dos humanos? Nos últimos anos a ciência tem comprovado que as árvores e o homem têm muito mais em comum do que poderíamos imaginar. Assim como nós, elas se comunicam, mantêm relacionamentos, formam famílias, cuidam dos doentes e dos filhos, têm memória, defendem-se de agressores e competem ferozmente com outras espécies – às vezes, até com outras árvores da mesma espécie. Algumas são naturalmente solitárias, enquanto outras só conseguem viver plenamente se fizerem parte de uma comunidade. E, assim como nós, cada uma se adapta melhor a determinado ambiente. Em A vida secreta das árvores, o engenheiro florestal alemão Peter Wohlleben alia seus 20 anos de experiência às últimas descobertas científicas para examinar o dia a dia desses seres fantásticos. Com um ponto de vista surpreendente e inovador, o livro se tornou um fenômeno na Alemanha, entrou para a lista de mais vendidos do The New York Times e teve seus direitos negociados para 18 países. Essa viagem fascinante pela vida das árvores e florestas é um convite a repensarmos nossa relação com a natureza.


Sinopse: “Meu câncer é sistêmico e incurável, mas estou vivendo com ele. Na verdade, estou me fortalecendo com ele. Se eu considerar as estatísticas, as previsões e as probabilidades, sou um caso perdido. Mas prefiro não fazer isso. Opto por entender a doença sem me entregar a ela, me resignar sem sucumbir, gritar meu nome do alto das estatísticas antes que minha identidade seja soterrada no frio anonimato dos números. Dedico os dias, as horas e os minutos a prolongar a vida, com a inabalável intenção de criar minha filha até ela se tornar adulta, de envelhecer com meu amado marido e de fazer a diferença que gosto de pensar que vim ao mundo fazer. Não tenho qualificação para ajudar você a superar o seu problema. Mas sou qualificada para ajudá-lo a superar o seu condicionamento, o que acredito também ser essencial para o processo de cura. Posso mostrar-lhe como ficar bem, mesmo quando estiver se sentindo mal, e como resolver as questões emocionais que podem ter contribuído para a sua doença. Espero que esta leitura o inspire a sentir a vibração da vulnerabilidade, a energia do propósito e a maravilha de forjar o seu próprio caminho pela floresta densa e escura que às vezes parece não oferecer trégua ou escape. Torço, principalmente, para que você perceba que o câncer tem algo a ensinar; basta saber como ouvir o que ele está tentando dizer.”


Sinopse: Psicóloga experiente, Gabriela sempre tratou a religião como crendice ou truque da mente. Quando sua mãe fica doente, ela acaba se aproximando do capelão do hospital, padre José, mais em busca de apoio do que por uma questão de fé. Após o falecimento da mãe, Gabriela mantém contato com o sacerdote, confortável pelo fato de ele não procurar convertê-la. Porém, depois de pouco mais de um mês, a psicóloga tem uma notícia devastadora: uma grave doença se alastra por seu corpo. Como lidar com a mente dos pacientes se a sua própria já não parece funcionar mais? Ao revelar o caso a padre José, Gabriela recebe um conselho: viajar para Lourdes, uma cidade famosa pelos milagres de cura. Mesmo sem a mínima confiança e determinação, ela decide partir em peregrinação para lá. É nessa jornada que Gabriela começa a relembrar toda a sua vida desde a infância, e assim emergem muitas questões filosóficas e existenciais. Sem saber o que a aguarda na Europa, ela sente que uma presença poderosa a acompanha e que, talvez, lá possa encontrar as respostas para as dúvidas que lhe afligem a alma. No primeiro livro de sua trilogia de ficção dedicada a Nossa Senhora, Pedro Siqueira mantém a escrita próxima do leitor sem deixar de lado assuntos profundos da espiritualidade, mas sempre mostrando que o melhor caminho está no nosso interior.


Sinopse: Durante a Segunda Guerra Mundial, uma esquadrilha da Força Aérea dos Estados Unidos não consegue completar uma missão na Itália devido a um fenômeno inexplicável. Quando sobrevoam o monte Gargano, os militares têm uma visão sobrenatural que os aterroriza e os faz voltar para a base. O que poderia ser apenas um ataque militar frustrado acaba se tornando o ponto de partida para a conversão de dois oficiais. Curiosos para desvendar o misterioso evento, Connors e Bloom vão até um convento na cidade de San Giovanni Rotondo, onde pode estar a resposta para suas dúvidas. Muitos anos depois, no leito do hospital, Connors sente que ainda precisa completar a missão de dar um rumo à vida do filho, Rafael, e lhe entrega um envelope, pedindo que o abra após sua morte. Quando é chegada a hora, o rapaz se depara com um bilhete contendo o último pedido de Connors: ele deve partir para uma cidade desconhecida à procura do que o pai chama de “verdadeiro caminho”. Essa viagem permitirá que o jovem relembre todas as fabulosas histórias do pai e inicie uma jornada de autoconhecimento, abalando seus conceitos sobre a vida, a fé e o amor. No segundo livro da trilogia iniciada com Senhora das águas, Pedro Siqueira constrói mais uma história tocante sobre a busca pela espiritualidade, retomando sua forte conexão com Nossa Senhora.


Sinopse: Nate está arrasando! Nate está apaixonado pela aluna nova. Mas depois que a briga dele com Andy ganhou as páginas do Clarim Semanal, ele arrumou um problema BEM maior do que o castigo depois da aula! Será que Nate vai dar a volta por cima? E será que a Taça de Lama anual vai ser um estouro... ou uma bomba?Conheça a nova história do Nate, o desenhista MAIS legal da Escola 38 e o aluno MENOS querido pelos professores.

Sinopse: Este livro é direcionado aos novatos no campo do raciocínio lógico, particularmente àqueles que, tomando emprestada uma expressão de Pascal, têm como característica compreender melhor através do visual. Eu selecionei um pequeno conjunto de erros comuns de raciocínio e os elucidei utilizando ilustrações fáceis de recordar, que são complementadas com vários exemplos. Minha esperança é que o leitor aprenda dessas páginas algumas das armadilhas mais comuns da argumentação e que seja capaz de identifica-las e de evita-las na prática.


Gostaram?? Eu amei todos!!!

Beijos :)

© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo