topo :)

12/04/2017

O Novo Romance de Nicholas Sparks

Olá meus amores, tudo bem? Sei que ando meio sumida. Estou numa correria louca. Mas prometo que logo as coisas vão se normalizar e venho aqui trazer novidade para vocês. Vamos conferir o que temos hoje?



Aos amantes de Nicholas Sparks vamos aproveitar esse lançamento. Eu amei!!

Beijos pessoal 

04/04/2017

Resenha - Cartas de Amor aos Mortos

Olá meus amores, tudo bem? Depois de um tempinho, vamos de resenha hoje? Confiram!

Livro: Cartas de Amor aos Mortos
Autora: Ana Dellaira
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 344
Skoob: 3/5

Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Resenha: “Cartas de Amor aos Mortos” nos conta a história de Laurel. Uma jovem que passou por vários problemas psicológicos e agora está no colegial tentando viver uma vida normal como qualquer outra jovem.

O livro inicia com uma tarefa de escola que a professora de Laurel passa para toda a turma. A tarefa consiste em escrever uma carta para alguém que já morreu. Laurel escolhe várias pessoas inclusive alguns cantores e astros de cinema. Laurel escreve para: Kurt Cobain, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Janis Joplin e muitos outros. Logo o seu caderno se tornou um diário, um verdadeiro desabafo contando tudo que se passa na sua vida e com os personagens.

Conforme a leitura vai sendo desenvolvida, vamos conhecendo um pouco sobre a vida de Laurel. Descobertas vão sendo feitas, uma delas é a morte de sua irmã mais velha May. Laurel amava loucamente a irmã, e não conseguiu superar a sua morte. Mediante a todo esse drama ela nos conta sobre os acontecimentos presentes em sua vida, como amizades boas e ruins, o seu primeiro namorado, o seu relacionamento com a sua tia, pai e sua mãe que foi embora residir em outra cidade. Conhecemos de tudo um pouco e descobrimos realmente o que aconteceu com a sua irmã May e como ela morreu.

Esse livro é mais uma das minhas leituras “aleatórias” que faço no meu Kindle. Confesso que quando comecei a ler o livro eu não gostei muito, pois achei muito estranho uma história ser contada e desvendada através de cartas. Em alguns momentos a leitura se tornou um pouco cansativa, pois o enredo da história não saia da mesmice.

A ideia da história é legal. É muito importante mostrar como pessoas fazem para sobreviver a um luto. Como muita das vezes é difícil continuar a vida sem a pessoa que agente mais ama. “Cartas de Amor aos Mortos” é um livro assim. Um livro que nos fazer pensar e experimentar colocar para fora tudo aquilo que sentimos, mesmo que seja escrito em um papel para alguém que já morreu.

A construção dos personagens são boas, o enredo e a trama é muito bem pensado, mas a narrativa é um pouco cansativa. Não via a hora do livro acabar e sair da mesmice. É um livro bom! Mas confesso que esperava muito mais. Vale a pena a leitura, pois aprendemos muitas coisas com uma pessoa que vive no luto. Tentar sair dele é o mais importante.

Tenho que admitir que a autora tratou assuntos bem delicados nesse livro de uma forma bem natural e simples. Apesar de não ser nada simples e natural, são coisas que podem acontecer com qualquer um.

Recomendo a leitura para aqueles que gostam de narrativas diferentes e sem muitas surpresas. Mas que num todo o livro é bom.



Beijos

03/04/2017

Lançamentos Abril Editora Arqueiro e Sextante # 41

Olá meus amores, tudo bem? Sei que ando sumida, mas passei por uns problemas e agora estou de volta. Trago hoje para vocês lançamentos maravilhosos. Confiram!!




Sinopse: Com uma carreira bem-sucedida, uma linda esposa e uma adorável filha de 6 anos, Russell Green tem uma vida de dar inveja. Ele está tão certo de que essa paz reinará para sempre que não percebe quando a situação começa a sair dos trilhos. Em questão de meses, Russ perde o emprego e a confiança da esposa, que se afasta dele e se vê obrigada a voltar a trabalhar. Precisando lutar para se adaptar a uma nova realidade, ele se desdobra para cuidar da filhinha, London, e começa a reinventar a vida profissional e afetiva – e a se abrir para antigas e novas emoções. Lançando-se nesse universo desconhecido, Russ embarca com London numa jornada ao mesmo tempo assustadora e gratificante, que testará suas habilidades e seu equilíbrio emocional além do que ele poderia ter imaginado. Em Dois a dois, Nicholas Sparks conta a história de um homem que precisa se redescobrir e buscar qualidades que nem desconfiava possuir para lutar pelo que é mais importante na vida: aqueles que amamos.


Sinopse: Quinn Porter é um guitarrista de meia-idade que nunca conseguiu deslanchar na carreira. Enquanto aguardava sua grande chance na música, foi um marido e pai ausente, e jamais conseguiu estabelecer um vínculo afetivo com o filho, uma criança obcecada pelo Livro dos Recordes e algumas peculiares coleções. Quando o menino morre inesperadamente, alguém precisa substituí-lo em sua tarefa de escoteiro: as visitas semanais à astuta Ona Vitkus, uma centenária imigrante lituana. Quinn assume então o compromisso do filho durante os sete sábados seguintes e tenta ajudar Ona a obter o recorde de Motorista Habilitada Mais Velha. Através do convívio com a idosa, ele descobre aos poucos o filho que nunca conheceu, um menino generoso, sempre disposto a escutar e transformar a vida da sua inusitada amiga. Juntos, os dois encontrarão na amizade uma nova razão para viver. Um Menino em Um Milhão é um livro sensível, poético e bem-humorado, formado por corações partidos e aparentemente sem cura, mas unidos por um elo de impressionante devoção pessoal.



Sinopse: O jogo parece perdido para a cidade de Cenária. O golpe impiedoso de Garoth Ursuul, o Deus-rei, foi bem-sucedido. Agora ele domina a cidade, enquanto os invasores de Khalidor massacram habitantes e destroem casas, lojas e esperanças. O antigo governo da cidade foi subjugado e seu líder, substituído. A magia do Deus-rei é poderosa demais para ser controlada e sua influência se expande até os círculos mais nobres da cidade. As únicas chances de vitória nessa guerra injusta são o honrado Logan Gyre e o derramador Kylar Stern, o Anjo da Noite. Contudo, enquanto o primeiro está enclausurado na mais terrível prisão do reino, o segundo abandonou o caminho da espada e, em nome de Elene, seu grande amor, jurou nunca mais matar. A resistência agora se resume a ladrões, comerciantes pobres e prostitutas. Mas talvez isso mude muito em breve. Ao descobrir que Logan está vivo, Kylar pode abrir mão da paz que encontrou na nova família e arriscar tudo para retornar ao caminho das sombras.


Sinopse: VOCÊ ESTÁ NA LISTA DE UM ASSASSINO. E ELA DIZ QUANDO VOCÊ VAI MORRER. O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano. Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf. Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar. Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de Pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.


Sinopse: Como todo mundo, Julie já fez muitas coisas idiotas na vida. Ela poderia contar sobre a vez que resolveu descer a escada enquanto vestia um suéter e caiu nos degraus, ou quando tentou consertar um plugue ligado na tomada segurando o fio com a boca, ou quem sabe falar de sua fixação pelo novo vizinho que nunca viu: Ricardo Patatras. Julie tem o irritante hábito de fazer as maiores loucuras quando está apaixonada. E essa obsessão a leva a prender a mão na caixa de correio do vizinho enquanto espiona uma misteriosa carta... E o pior, ainda é flagrada pelo próprio dono da correspondência. Mas isso não é nada, nada mesmo, se comparado às maluquices que ela vai fazer para se aproximar desse homem e descobrir seu grande segredo. Movida por uma criatividade sem limites, intrigada e atraída por um desconhecido que mora tão perto, Julie assume riscos cada vez mais delirantes, sem perceber que pode cair na própria armadilha. Com mais de 3,5 milhões de livros vendidos, Gilles Legardinier mostra em Amanhã Eu Paro! uma história original e irreverente que com certeza fará o leitor morrer de rir.

Sinopse: Aos 35 anos, Wulfric Bedwyn, o recluso e frio duque de Bewcastle, está ávido por encontrar uma nova amante. Quando chega a Londres, os boatos que correm são os de que ele é tão reservado que nem a maior beldade seria capaz de capturar sua atenção. Durante o evento social mais badalado da temporada, uma dama desperta seu interesse: a única que não tinha essa intenção. Christine é impulsiva, independente e altiva – uma mulher totalmente inadequada para se tornar a companheira de um duque. Ao mesmo tempo, é linda e muito, muito atraente. Mas ela rejeita os galanteios de todos os pretendentes, pois ainda sofre para superar as circunstâncias pavorosas da perda do marido. No entanto, quando o lobo solitário do clã Bedwyn jura seduzi-la, alguma coisa estranha e maravilhosa acontece. Enquanto a atração dela pelo sisudo duque começa a se revelar irresistível, Wulfric descobre que, ao contrário do que sempre pensou, pode ser capaz de deixar o coração ditar o rumo de sua vida. Em Ligeiramente Perigosos, o sexto e último livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh conclui a saga desta encantadora família em uma trama repleta de cenas sensuais, tiradas espirituosas e personagens à frente de seu tempo. Ao unir um homem e uma mulher tão diferentes, ela mostra que o resultado só poderia ser um par perfeito.
 



Sinopse: Qual é o segredo das pessoas originais? Será que a criatividade é uma qualidade inata ou uma habilidade que pode ser estimulada ou mesmo aprendida? Em seu novo livro, Adam Grant desmistifica muitas das crenças que existem em torno das mentes criativas. Ele recorre a uma série de estudos e histórias reais envolvendo o mundo dos negócios, a política, os esportes e o universo do entretenimento para mostrar como qualquer pessoa pode aprimorar sua criatividade, tornar-se capaz de identificar e defender ideias verdadeiramente originais, combater o conformismo e romper com tradições obsoletas. Você vai conhecer as técnicas bem-sucedidas aplicadas por profissionais que ousaram remar contra a maré e levar seus projetos adiante, como uma funcionária da Apple que desafiou Steve Jobs estando três níveis hierárquicos abaixo dele, uma analista que derrubou a política de sigilo da CIA, um bilionário mago das finanças que demite os funcionários incapazes de criticá-lo e um executivo de TV que impediu que a série Seinfeld fosse cancelada logo no início apesar das pesquisas de opinião desfavoráveis. Adam Grant demonstra como a originalidade pode ser impulsionada, indicando a melhor forma de se expressar sem ser silenciado, como conquistar aliados em ambientes improváveis, escolher o momento certo de agir e lidar com o medo e a insegurança. Além disso, comenta como pais e professores podem estimular a criatividade nas crianças e o que os líderes podem fazer para estabelecer uma cultura que promova a divergência de opiniões.

Sinopse: Chefe de equipe de anestesia de um hospital, Dr. Rajiv Parti só pensava em trabalho, sucesso e dinheiro. Até que um dia, ao ser operado, ele se viu sendo conduzido ao inferno, onde reencontrou seu pai e compreendeu a origem do ciclo de violência que assombrava sua família e que ele reproduzia com o filho. Dois arcanjos então apareceram e lhe deram uma missão: libertar-se do materialismo, abandonar a carreira e dedicar-se à medicina espiritual, levando cura e conforto aos que sofrem de dependência, depressão, dores crônicas e câncer. Quando despertou, Rajiv era um novo homem. Não foi fácil largar o status e a vida confortável que tinha, mas não havia outro caminho senão seguir aquele profundo chamado. Compartilhando lições sobre o céu, o inferno, os anjos e a vida após a morte, esta emocionante história real nos faz compreender o que realmente importa aqui na Terra.


Sinopse:Em meados de 1991, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, que já tinham construído um verdadeiro império no mundo dos negócios, resolveram dar um passo além e disseminar pelo país a cultura que os levou a conquistar tal sucesso. Para colocar esse projeto em prática, criaram a Fundação Estudar, concedendo bolsas de estudos a jovens que quisessem cursar MBA nos Estados Unidos. O objetivo era ajudar a melhorar o Brasil melhorando a qualidade de seus executivos e empreendedores. Com um processo de seleção extremamente rigoroso – baseado nos princípios que Lemann empregara com tanta eficiência no Banco Garantia –, a Estudar procurava jovens que se identificassem com valores como meritocracia, busca de excelência, senso ético, transparência, trabalho duro e metas ousadas. Ao longo dos anos, a missão da instituição se desenvolveu e sua atuação se expandiu, passando a englobar ações diferenciadas, financiando cursos em outras áreas além dos negócios, dando apoio a estudantes ainda na graduação e criando diversos outros programas de incentivo ao estudo e de apoio à carreira. Hoje, 25 anos depois, a Fundação Estudar contabiliza seu impacto: 617 ex-bolsistas, 25 mil jovens beneficiados pelos cursos e 15 milhões de pessoas alcançadas pelos canais disponíveis na internet. Entre os profissionais que já passaram pela instituição estão grandes empresários, como Carlos Brito e Hugo Barra, e alguns dos mais promissores talentos do país em diversas áreas de atuação. Neste livro você vai conhecer a trajetória da Fundação Estudar, seus valores, seus métodos e seus princípios enquanto acompanha as inspiradoras histórias de jovens que tiveram a vida transformada pelo contato com sua cultura. Em comum, eles não têm apenas um sonho grande: têm uma vontade férrea de seguir em frente e um desejo incansável de fazer a diferença. E essa disposição, segundo Lemann, Telles e Sicupira, é a força capaz de mudar o Brasil.
Gostaram? Então vamos comentar!!

Beijos

19/03/2017

O que falta para você escolher a sua vida?

Oi pessoal, tudo bem? Vou compartilhar com vocês um lançamento da Sextante muito interessante que gostei muito. Confiram!!


Beijos pessoal 

16/03/2017

Resenha - Simplesmente o Paraíso

Olá leitores!Como vocês estão? 
Hoje trago a resenha de Simplesmente o Paraíso, primeiro livro do Quarteto Smythe-Smith, escrito pela maravilhosa Julia Quinn.

Livro: Simplesmente Paraíso
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 272
Skoob: 5/5
Adquira o livro: aqui

Sinopse: Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido. Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida. Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Italia. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado. Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família. Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente

Resenha: Se você já leu a série Os Bridgertons, com certeza se lembrará das vezes em que nossos queridos personagens tiveram que marcar presença no tradicional Concerto das Smythe-Smiths. Pois é, nessa nova série de Julia Quinn vamos conhecer as musicistas (se é que podem ser consideras assim) da família Smythe-Smith. Jovens solteiras que todo ano tem a dura missão de encarar uma plateia e tocar (ou pelo menos tentar tocar) para quem estivesse disposto a ouvir tal horror, pois nesse caso eu não sei se era mais difícil para elas ou para quem iria ouvi-las.

“O recital anual da Smythe-Smiths nunca era um bom momento para conhecer um cavalheiro, a menos que ele fosse surdo.”

Honoria Smythe-Smith é uma jovem sensível, carinhosa, dedicada a família e dona de um bom humor sem igual. Ela faz parte do quarteto musical da família, apesar de não possuir talento algum (e quando digo isto não estou sendo exagerada, ela realmente não possui o dom para música). Aparentemente ela não se importa com isso, acha divertido participar do concerto e manter a tradição familiar, e ainda possui a vantagem de passar um tempo com suas primas.

“Por alguma razão, Honoria nunca levou o constrangimento das apresentações para o lado pessoal e era capaz de manter um sorriso no rosto o tempo todo. E, quando tocava o arco de seu instrumento, o fazia com gosto. Afinal, a família assistia a ela e aqueles momentos significavam muito para eles.”

Marcus Holroyd é um homem reservado, discreto e que não suporta o fato de ser o centro das atenções. Mas além disso há algo que Marcus odeia com todas as suas forças, a exaustiva temporada social que ocorre nos altos círculos da sociedade londrina. Ele simplesmente detesta todos aqueles bailes, aquelas pessoas aglomeradas em um determinado espaço dividindo um calor infernal, e principalmente as mães casamenteiras, falando sobre o quanto suas filhas são adoráveis.

Os dois se conheceram ainda criança, Marcus se tornou o melhor amigo de Daniel, irmão mais velho de Honoria, ela sempre quis estar junto a eles, mas como era menina e alguns anos mais nova, jamais fora aceita pelos dois. Mesmo sendo desprezada e ignorada ela continuava a acompanhá-los, por esse motivo ganhou um apelido nem um pouco desvanecido, “carrapato”. 

O tempo foi passando e a época de infância ficou para trás, neste momento Honoria é uma dama de 21 anos que está em busca de um marido. Entretanto, não está buscando casamento pelos mesmos motivos que as primas, que seria se livrar da apresentação anual do concerto da família. O que ela realmente almeja é alguém que possa amar, cuidar e constituir uma família grande e alegre. Só que há um problema bastante curioso, os homens que aparentavam possuir interesse e a cortejavam, desapareciam inexplicavelmente, não a procuravam mais, como se o interesse tivesse acabado do dia para noite. Mas ela teve uma ideia e estava bastante convencida de que obteria sucesso.

“A situação dela não era muito diferente da maioria das amigas. Não era a única jovem ansiando por casamento. Porém, Honoria não estava procurando um marido apenas para admirar a aliança no dedo ou para se regozijar com seu status de jovem matriarca elegante. Queria uma casa que fosse sua. Uma família.”

Algo grave faz com que Daniel tenha que deixar o país imediatamente, antes de partir fez com que Marcus prometesse que cuidaria de sua irmã e que não deixaria ela se casar com qualquer um. Essa tarefa não seria fácil, já que Honoria sempre foi super determinada e essa característica ficou mais forte com o passar do tempo, ela estava muito segura de que seu plano de capturar um marido seria bastante eficaz.

O que Marcus não esperava (e provavelmente Honoria também não), é que ele acabaria sendo vítima da armadilha para fisgar um marido, por causa disso, Marcus se vê em um estado de adoecimento gravíssimo. Como se fosse uma ordem do destino, ele acaba sendo cuidado por Honoria, e o que era para ser uma ajuda ao amigo, acaba se tornado uma linda, improvável e divertida história de amor.

“Precisava beijá-la. Tinha que fazer isso. Era tão básico e elementar quando sua respiração, seu sangue, sua alma.E quando a beijou...A terra parou de girar.”

Honoria e Marcus são aqueles amigos que podem passar anos sem se encontrar, mas quando estão juntos conseguem conversar com a mais perfeita naturalidade do mundo, sem precisar de cerimonia ou cordialidade, podem apenas ser quem realmente são. Esse é um ponto bastante forte na qual me identifiquei, e acredito que todos que irão ler esse livro vão se identificar, pois todos nós temos ou já tivemos aquela pessoa que nos deixa superconfortáveis mesmo que não vejamos ela com frequência. 

Então, ergueu os olhos para Marcus e sorriu de novo. Por um momento, sentia-se ela mesma outra vez, como a moça que fora apenas alguns anos antes, quando o mundo se estendia à sua frente, uma esfera cintilante repleta de promessas. Nem se dera conta de que sentia falta daquela sensação de pertencimento, de estar no lugar certo, com alguém que a conhecia plenamente e, ainda assim, achava que valia a pena rir com ela.”

Julia Quinn realmente me surpreendeu, quando selecionamos um romance de época para ler já temos basicamente a ideia de como será o desenrolar da trama, porém, Simplesmente o Paraíso vem para nos mostrar que ainda há muito a ser explorado quando se trata de romance do século XIX. A cada capitulo, ou melhor, a cada página minha curiosidade se tornava cada vez maior, minhas dúvidas só tendiam a aumentar, por inúmeras vezes me questionei sobre o futuro dos personagens e a pergunta “será que haverá um final feliz? ” chegou a martelar diversas vezes em minha mente.

Simplesmente o Paraíso é um clichê? Sim. Entretanto, o desenvolvimento da história é feito de forma tão afetuosa que é impossível não suspirar e se apaixonar por cada detalhe que a autora viabiliza. É algo tão sincero e autêntico que cheguei a sentir a raiva e a dor de Marcus; a alegria, paixão e decepção de Honoria. Realmente foi possível viver tudo que os personagens estavam passando. A autora ainda nos dá a oportunidade de ver o ponto de vista de Honoria e Marcus para a mesma situação, é algo realmente maravilhoso.

“- Eu estava pensando que este momento é simplesmente o paraíso.- O paraíso não poderia se comparar a este momento.”

No decorrer do livro temos o privilégio de nos deparar com alguns personagens bastantes conhecidos, como Colin e Gregory Bridgerton; Felicity Featherington e sua mãe tagarela, sempre em busca de um bom partido para sua filha. Outro ponto bastante visível é o sarcasmo não só dos personagens principais, todos são bastantes irônicos, isso torna tudo bem mais engraçado, pois os comentários que são feitos pelos personagens são realmente hilários.

Seria um insulto da minha parte escrever sobre esse livro e não falar desta capa incrivelmente linda e maravilhosa. Posso afirmar com toda certeza que é a capa de romance de época mais linda que já vi, tudo nela é perfeito. As cores, os formatos, as curvas, o nome da autora em alto-relevo, enfim, é bastante complicado explicar a perfeição. Não consigo declarar muito sobre essa capa, sou apenas capaz de admirá-la, por horas e horas.


Por fim posso dizer que Simplesmente o Paraíso é um livro fascinante e que tem poder de aquecer nossos corações. Se eu fosse você não esperaria nem mais um segundo para começar a se deliciar com esse romance surpreendentemente sedutor, porque eu mal posso esperar para ler o próximo volume e saber o que Julia Quinn tem preparado para certos personagens que foram apresentados a nós.

Recomendo a todos que estão em busca de novas emoções e querem descobrir o quanto uma história de amor pode ser intensa e envolvente.

13/03/2017

Resenha - Carolina se Apaixona

Oi pessoal, tudo bem? Depois de um tempo hoje trago uma resenha para vocês.

Livro: Carolina se Apaixona 
Autor: Frederico Moccia
Editora: Planeta
Ano: 2012
Páginas: 400
Skoob: 1/5
Sinopse: Carolina tem catorze anos de idade. Vive um momento mágico em sua vida. As amigas, sempre por perto. E os sonhos, quantos sonhos! E há os primeiros beijos roubados no escurinho do portão. E sempre aquela música que surge no momento certo. Festas, escola, brincadeiras, mas também existem as provas e outras coisas de gente grande. A avó é maravilhosa e sabe enxergá-la bem longe, lá no fundo de sua alma. Sobre o amor? O que se sabe? O que se vive? Como é realmente o amor? Talvez ele tenha os olhos de Massimiliano? O amor é aquilo? Quem sabe... Mas Carolina perdeu o celular, e com ele tudo o que sabia sobre o rapaz. Mesmo assim, ela não tem dúvidas de que conseguirá reencontrá-lo. Enquanto isso, sonha chegar bem perto da nuvens. E a vida transcorre sem preocupações. Entre as aventuras de cada dia e as sombras do convívio familiar não paira nem de longe a suspeita e a desconfiança. O seu coração está sempre acelerado a cada afeto que se abre e se transforma em esperança pelo futuro. E há uma estrada infinita diante dela que convida a seguir caminhos desconhecidos. Carolina está pronta para ser feliz.

Resenha: Carolina é uma adolescente que está prestes a fazer 14 anos e está na faze de muitas descobertas, paixões e mentiras. Ela tem duas amigas inseparáveis, Clod e Alis. Como a única preocupação de um adolescente hoje é ir para a escola, ser popular e conquistar garotos populares, a vida deles se resumem basicamente só nisso.

Confesso que li esse livro pensando que seria um livro maravilhoso com uma história linda de amor. Me enganei FEIO!! O livro tem uma narrativa muito diferente, ele é como se fosse um diário da Carolina no qual ela conta sobre o ano que passou até chegar o momento em que ela está prestes a tomar uma decisão importante.

Carolina reclama de TUDO. Reclama do pai que não a deixa sair, reclama da sua vida amorosa, reclama da sua mãe. Até que o seu foco muda e ela conhece um carinha e as circunstâncias fazem com que ela perca o único contato dele. Nesse meio tempo acontecem outras paixões que mexem com o seu coração e por aí vai.

Não gostei do livro. Infelizmente! Acho muito difícil escrever uma resenha negativa, pois temos que tomar muito cuidado nas palavras, até porque sei de pessoas que adoraram o livro. Sinto muito pessoal! Para mim não deu. O autor colocou situações na vida de uma personagem adolescente de apenas 14 anos, como se ela já tivesse mais de 20. Na minha opinião esse livro incentiva muito os adolescentes a fazerem coisas erradas que não condizem com a idade que eles têm.

O foco da paixão quase não é citado e a personagem passa mais tempo aprontando do que se apaixonando. Sem contar que a narrativa é péssima. Muito cansativa, lenta e sem nada de interessante na história.

Não indico esse livro para ninguém. Mas talvez você possa gostar. Simplesmente eu NÃO gostei. Acredito que esta será a resenha mais curta que já escrevi na vida, mas prefiro não me prolongar muito pois só o fato de expressar que eu não gostei do livro já diz tudo. Então, não tenho o que falar.



Por hoje é só pessoal.
Beijos 

11/03/2017

Making the cover - O sol também é uma estrela!!

Oi seus lindos, tudo bem? Hoje trago uma coluna aqui no blog que já tem um tempo que não posto. Book Trailer (Making the cover). Acho incrível a forma que eles são criados para mostrar os lançamentos dos livros. E o livro escolhido de hoje é "O sol também é uma estrela" da nossa Editora parceira Arqueiro. Vamos conferir??



             


Gostaram? Deixem aqui nos comentários.

Beijos :)
© Livros e Marshmallows ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo